Amazonas Esportes

Com três gols de Ronaldo, Real Madri chega às semifinais da Champion

Cristiano Ronaldo marca 3 gols para o Real/Foto: EFE
Cristiano Ronaldo marca 3 gols para o Real/Foto: EFE
Redação
Escrito por Redação

O Real Madrid está classificado para as semifinais da Liga dos Campeões da Europa. Em noite inspirada de Cristiano Ronaldo, que marcou todos os gols da partida, os merengues fizeram 3 a 0 no Wolfsburg, no Santiago Bernabéu.
O Real Madrid precisava reverter dois gols de diferença do time alemão, que vencera o primeiro confronto por 2 a 0, na Alemanha. Logo com 16 minutos de bola rolando, o craque português já tinha aliviado a situação dos espanhóis, marcando dois gols em falhas da defesa do time alemão.

Classificado para as semifinais, o Real Madrid conhecerá seu adversário após sorteio da União das Federações Europeias de Futebol (Uefa). Além dos espanhóis, os ingleses do Manchester City garantiram vaga na próxima fase.

O jogo – Precisando do resultado, o Real Madrid começou pressionando o Wolfsburg desde o início. Benzema foi acionado dentro da área logo no primeiro minuto, mas estava em posição irregular. Na sequência, Bale arriscou de longe, porém errou o alvo. Com o time alemão fechado na defesa, os merengues iam para cima. Aos cinco minutos, após cobrança de escanteio, Sérgio Ramos subiu para desviar de cabeça e viu a bola bater no travessão.

Com 71% de posse de bola, o Real Madrid dominava completamente as ações e não demorou a tirar a vantagem do Wolfsburg. Na marca de 14 minutos, Cristiano Ronaldo abriu o placar, depois de completar cruzamento de Carvajal na segunda trave. Aos 16, CR7 marcou o segundo. Kroos cobrou escanteio da esquerda na primeira trave e o craque português se antecipou à zaga alemã para testar firme cruzado e mandar para o fundo das redes.

Depois de marcar dois gols, o Real Madrid diminuiu o ritmo e deu mais espaços para o Wolfsburg jogar. Os alemães foram, aos poucos, equilibrando a partida. Aos 33 minutos, Luiz Gustavo arriscou de longa distância e obrigou Navas a trabalhar. Aos 37, Bruno Henrique recebeu livre na área do Real Madrid, mas se atrapalhou no domínio e, quando finalizou, foi travado por Marcelo. O primeiro tempo terminou equilibrado.

Os merengues voltaram melhor para o segundo tempo e, logo no início, tiveram três escanteios seguidos. O Wolfsburg apostava nos contra-ataques para surpreender o rival, mas não conseguia encaixar boas jogadas. Na marca de 14 minutos, Modric avançou pela esquerda, cruzou para a área e Guilavogui mandou contra o próprio patrimônio ao tentar fazer o corte. Para sua sorte, Benaglio conseguiu evitar o gol contra.

O Real Madrid permanecia atacando com mais intensidade e, aos 20 minutos, quase ampliou em um lance polêmico. Após cobrança de escanteio, Sérgio Ramos cabeceou cruzado, a bola bateu na trave e passou por trás de Benaglio. Os jogadores merengues reclamaram que a pelota teria ultrapassado a linha do gol, o que não ocorreu. O Wolfsburg respondeu na sequência. Dante ganhou de Ramos pelo alto, mas cabeceou nas mãos de Navas.

A partida seguiu tensa até que Cristiano Ronaldo brilhou novamente e fez o terceiro gol do Real Madrid, na marca de 31 minutos. Bale avançava pelo meio, em direção à área, quando foi derrubado por Luiz Gustavo. CR7 cobrou pelo alto e contou com uma brecha na barreira, entre Naldo e Guilavogui, para colocar a bola no fundo das redes e dar números finais ao confronto, classificando o Real Madrid para as semifinais.

City surpreende PSG

Bruyne (azul), classifica o City/Foto: EFE

Bruyne (azul), classifica o City/Foto: EFE

Manchester City venceu o Paris Saint-Germain por 1 a 0, no Etihad Stadium, pelo jogo de volta das quartas de final da Liga dos Campeões. Depois de ter empatado o jogo de ida em 2 a 2, o City garantiu a sua vaga nas semifinais do torneio pela primeira vez em sua história. O gol da vitória foi marcado por De Bruyne.

Na primeira etapa, o PSG dominou durante os primeiros minutos, mas pouco ameaçou. Logo, os ingleses entraram na partida e foram muito mais perigosos. Agüero chegou a ter boas chances, mas as desperdiçou. Com destaque para o pênalti que o próprio argentino sofreu e errou a cobrança.

O PSG voltou mais vivo para o segundo tempo com boas oportunidades, mas foi o City quem conseguiu abrir o placar, aos 31 minutos, com belo gol de De Bruyne. Os franceses sentiram muito a desvantagem e não conseguiram esboçar uma reação sólida.

Diferente do jogo de ida, os brasileiros tiveram uma boa atuação neste encontro. Tanto a dupla Fernandino e Fernando, pelo City, como a Marquinhos e Thiago Silva, pelo PSG, tiveram atuações seguras e com muitos desarmes. Outro destaque nacional, Lucas, ex-São Paulo, entrou ainda no primeiro tempo e conseguiu boas investidas sobre a zaga adversária.

O jogo – O confronto começou morno, com a disputa concentrada no meio do campo. O Paris Saint-Germain tinha o controle da posse da bola, mas falhava na criação de chances claras de gol. A primeira oportunidade foi aos 16 minutos. Em cobrança de falta, Ibrahimovic bateu forte e com perigo, mas Hart pulou para afastar na altura do travessão.

O Manchester City parece ter acordado com o susto e teve duas grandes chances aos 22 e aos 23. De Bruyne tabelou com David Silva pela esquerda, carregou até a intermediária e lançou para o Agüero dentro da área, que ganhou do Thiago Silva na corrida e bateu perigosamente. No lance seguinte, o argentino conseguiu mais um chute perigoso contra a meta adversária.

Aos 28, PSG bobeou, o Agüero recebeu livre, correu para área e foi derrubado pelo goleiro Trapp: pênalti. O próprio argentino foi para a cobrança e desperdiçou – bateu muito aberto no canto direito rasteiro.

Já no segundo tempo, aos 3 minutos, Ibrahimovic bateu outra falta perigosa. Com muita curva, o camisa 10 acertou o canto direito de Hart, que se esticou para espalmar. Aos 20, grande chance do PSG. Lucas cobrou escanteio, Thiago Silva se adiantou a zaga inglesa e cabeceou livre da altura da pequena área, mas o goleiro fez a defesa.

Aos 31, De Bruyne abriu o placar para os citizens. Depois de cruzamento, a bola sobrou para o belga na entrada da área, que dominou e acertou um belo chute colocado, tirando de Trapp, no canto direito. O PSG ficou zonzo depois de ter sofrido gol e o City foi para frente. No minuto seguinte, Agüero bateu escorregando da entrada da área, ainda assim a bola passou perto.

Cavani perdeu grande chance, aos 34 minutos, quando conseguiu escapar livre na área e tocou na saída de Hart, mas o arqueiro abriu bem os braços e bloqueou a investida. Os franceses não conseguiram se acalmar para reagir sobre o City e acabaram eliminados.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.