Amazonas Esportes

Com vitória sobre o Flu, Fla arranca e acirra briga por última vaga, com 26% de chance

Jogadores comemoram gol de Kaike/Foto: Divulgação
Jogadores comemoram gol de Kaike/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Na parte superior da classificação do Brasileirão, a 23ª rodada foi favorável a Atlético-MG, Grêmio, São Paulo e Flamengo. Os dois primeiros, ao lado do Corinthians, têm a classificação encaminhada para a Libertadores: todos possuem mais de 80% de chances. O Tricolor paulista voltou ao G-4 com a vitória por 2 a 0 em cima do Internacional, e o Flamengo foi a 26% de chances ao vencer o clássico com o Fluminense (antes eram 14%). A quarta vaga é disputada por pelo menos 11 clubes. Os cálculos são do matemático Tristão Garcia.
Corinthians (99%), Atlético-MG (88%) e Grêmio (85%) estão bem perto de se garantir na Libertadores da próxima temporada. De volta ao G-4, o São Paulo saiu dos 24% e tem 33% de chances, à frente do Flamengo. O Rubro-Negro carioca tem como ponto forte uma sequência de quatro vitórias, arrancada que empolgou a torcida. O Atlético-PR, após empate em casa com o Joinville, teve uma queda na porcentagem: de 35% para 25%. Santos (16%) e Palmeiras (13%), que empataram na rodada, aparecem em seguida.

Fluminense (6%), Sport (3%), Internacional (3%), Chapecoense (1%), Cruzeiro (1%) e Ponte Preta (1%) são os outros times que ainda têm chances de ir à Libertadores, segundo os cálculos do matemático.

Timão com 77% de chances de título

Segundo os cálculos, apenas quatro times têm chances reais de conquistar a taça do Brasileiro. Com o empate em 3 a 3 no clássico com o Palmeiras, na arena alviverde, o Corinthians viu sua porcentagem de chegar ao título diminuir. De 81%, caiu para 77% nesta rodada. Cinco pontos atrás do Timão, o Atlético-MG venceu o Vasco, no Maracanã, e foi de 8% a 12%. Também vitorioso na rodada, o Grêmio tem 10%. O São Paulo mantém 1%.

Avaí e Goiás aumentam risco no Z-4

As porcentagens de risco de rebaixamento de Vasco e Joinville, últimos colocados, não tiveram grandes mudanças. O Cruz-Maltino segue com 99% e o time catarinense agora tem 72% (antes era 73%). Com a derrota por 2 a 0 para o Coritiba, em casa, o Avaí foi de 53% para 67%. O Goiás, que perdeu por 2 a 1 para o Grêmio, fora, chegou a 39% (antes era 34%).

De acordo com os cálculos, mais 11 equipes ainda estão com risco de rebaixamento: Coritiba (26%), Figueirense (35%), Ponte Preta (19%), Cruzeiro (15%), Chapecoense (15%), Internacional (4%), Sport (4%), Fluminense (2%), Santos (1%), Palmeiras (1%) e Flamengo (1%).

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.