Amazonas Cultura

Começa na sexta-feira (03), o 59º Festival Folclórico do Amazonas

Festival do Amazonas, começa na sexta-feira/Foto: Arquivo
Festival do Amazonas, começa na sexta-feira/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Danças, comidas típicas, apresentações de quadrilhas e bumbás farão parte da rotina diária de Manaus a partir da sexta-feira (03), quando terá início o 59º Festival Folclórico do Amazonas, no Centro Cultural Povos da Amazônia (antiga Bola da Suframa).
Ao todo, 74 grupos folclóricos da categoria ouro farão apresentações diárias até o dia 14 de julho, sempre a partir das 20h00. O Festival Folclórico do Amazonas é uma das mais tradicionais festas do Estado, promovido pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura, com a parceria da Prefeitura de Manaus.

A entrada é gratuita e o público poderá conferir apresentações das mais tradicionais expressões do folclore amazonense, como: cirandas, dança do cacentinho, quadrilhas, além dos Bumbás Master Corre Campo, Garanhão e Brilhante. (a lista com a ordem das apresentações segue abaixo)

“O Festival Folclórico do Amazonas é uma das mais importantes expressões culturais do nosso Estado e um verdadeiro patrimônio cultural imaterial do Amazonas. Essa festa é responsável pelo resgate às tradições das festas folclóricas”, afirmou o governador do Amazonas, José Melo.

Os 74 grupos selecionados para a categoria ouro receberam um patrocínio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura de R$ 1.752.000, que serão distribuídos da seguinte forma: R$ 24.000,00 para cada grupo folclórico. Já os Bumbás Master A e B receberão R$ 619.014,00 do Governo do Amazonas. O financiamento será distribuído da seguinte maneira: R$ 158.338,00 para cada Bumbá Master A e R$ 48.000,00.

“Esse patrocínio é a prova de que o Governo do Amazonas acredita e investe nos mais diferentes tipos de manifestações folclóricas do nosso Estado. Quem for à arena do Centro Cultural Povos da Amazônia nas próximas semanas vai conferir um espetáculo tradicional e muito bem produzido”, afirmou o secretario de Estado de Cultura, Robério Braga.

Os bumbás da categoria Master A farão suas apresentações em um único dia (11 de julho). Os bois Corre Campo, Brilhante e Garanhão terão o tempo máximo de até duas horas de apresentação, com um intervalo de 15 minutos entre cada um deles.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.