Amazonas Cultura

Complexo da Ponta Negra recebe mais de 7 mil pessoas no ‘Esquenta’ do Boi Manaus

As cores azule vermelha se misturam na festa/Foto: Ingrid Anne
As cores azule vermelha se misturam na festa/Foto: Ingrid Anne
Redação
Escrito por Redação

O primeiro dia de Esquenta do Boi Manaus 2015 reuniu cerca de 7,5 mil pessoas no Anfiteatro do Complexo Ponta Negra, entre amantes do boi-bumbá, banhistas, atletas de fim de semana e famílias que costumam frequentar o local, com um esquema de segurança e logística integrado montado, para garantir a tranquilidade de quem foi participar da festa que abriu a programação dos 346 anos de Manaus, envolvendo 130 agentes das mais diversas instituições municipal e estadual.
Revezando entre toadas do Garantido e Caprichoso, o cantor e compositor Helen Veras subiu ao palco e atraiu a maioria dos banhistas que ainda estava na praia, por volta das 16h. Na sequência, Hamiraldo da Mata fechou a parte da tarde com a galera animada, acompanhado do corpo de dança do Garantido. No início da noite, quem subiu ao palco foi o cantor Robson Jr., que substituiu o artista Fabiano Neves. Eles acordaram a troca da data de apresentação por conta da agenda de ambos, e Fabiano subirá ao palco no próximo domingo, 18.

“A expectativa, que já era das melhores, esta sendo totalmente correspondida. A Ponta Negra é um lugar para amantes do boi-bumbá. Ano passado tivemos o Encontro de Bumbás aqui e foi maravilhoso. Acredito que as pessoas tenham comprado essa ideia porque está tudo organizado e muito animado”, afirmou o artista Robson Jr.

Do lado vermelho, a estudante Waleska Larissa Garcia garantiu animação desde o início das apresentações, acompanhando de perto todas as coreografias. “Achei diferente dos anos anteriores, mas gostei muito daqui da Ponta Negra, principalmente por conta do visual. Hoje teve até uma brisa, além de ser tudo muito mais organizado”, afirmou.

A turista Gabriela Alvarez, que veio da Venezuela passar férias em Manaus, não parava de filmar as apresentações. “É tudo muito bonito, espetacular. Não tinha visto nada igual. Gostei também porque não tem tumulto. Só falta decidir se gosto mais do vermelho (Garantido) ou azul (Caprichoso)”, brincou.

Segurança

Até a metade das apresentações nenhuma ocorrência havia sido registrada. Para a saída, cinco ônibus a mais das linhas que já fazem a rota da Ponta Negra foram colocados à disposição da população pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), que também organizou os embarques em filas. Para o primeiro dia de Esquenta do Boi Manaus, 30 homens participaram da operação.
O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) interditou toda a pista ao lado da orla, até a rotatória de acesso da avenida do Turismo, desde a manhã, quando iniciou a faixa liberada. “A faixa para lazer da população vai até o meio-dia e, por conta do evento, estendemos a interdição para o dia todo, para ajudar na organização e na locomoção de pedestres”, afirmou o agente municipal de trânsito, Alexandre Costa. Ao todo, o órgão disponibilizou oito agentes durante todo o dia.

Apenas as barracas de permissionários e de concessionários foram autorizadas comercializar na Ponta Negra. A Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef) colocou oito fiscais para coibir a venda clandestina no complexo turístico.

A Guarda Municipal percorreu toda a extensão da Ponta Negra com 40 homens a fim de garantir a segurança do mobiliário urbano, o monitoramento de segurança e a coerção de tumultos.  A Policia Militar ficou responsável  pelo patrulhamento com 44 homens, além de três viaturas, seis motocicletas e dois quadriciclos.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.