Amazonas Política

Conceição Sampaio participa de reuniões sobre ações de combate ao Zika

Deputada Conceição Sampaio, em reunião sobre o Zika/Foto: Roberval Martins
Deputada Conceição Sampaio, em reunião sobre o Zika/Foto: Roberval Martins
Redação
Escrito por Redação

A deputada federal Conceição Sampaio (PP/AM), preocupada com o aumento dos casos de microcefalia no Brasil, associados à epidemia de casos de contaminação por Zika Vírus, vem participando de reuniões de deputados federais com representantes do Ministério da Saúde, para tratar das ações e medidas que vêm sendo tomadas no enfrentamento a esses problemas.

Na manhã de ontem, quarta-feira (17), ela participou de uma reunião na sala da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, com a presença do secretario Nacional de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Dr. Alberto Beltrame, para tratar das ações do Ministério no enfrentamento à epidemia de casos de Zika Vírus, do combate ao mosquito Aedes Aegypti e nos encaminhamentos que vem sendo dados à questão do aumento de casos de microcefalia, associados ao Zika.

A parlamentar, que tem sido a única representante do Amazonas a participar dessas reuniões,  destacou as ações do Governo no enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti, principalmente o envolvimento das Forças Armadas, mas destacou que é preciso o envolvimento da sociedade como um todo.

“Já sabemos que 80% dos focos do mosquito estão dentro dos quintais das residências. Com a crise hídrica que houve no Brasil, principalmente em estados do Sul e Sudeste do Brasil, acreditou-se que haveria menos água acumulada. Isso foi um erro, pois as pessoas começaram a armazenar água e, na verdade, o que houve foi um aumento na quantidade de criadouros do mosquito. Por isso, é preciso o envolvimento de todos”, afirmou.

O  secretário Nacional de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame, destacou a iniciativa da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados em convocar a reunião. “Esse contato e essa proximidade entre o Executivo e o Legislativo é importante, pois os parlamentares, como representantes da população recebem informações atualizadas e corretas sobre as ações do ministério e, ao mesmo tempo, nos trazem um importante feedback sobre os resultados dessas ações em seus respectivos estados”, disse Beltrame.

Fosfoetanolamina

Conceição Sampaio também participou da reunião do Grupo de Trabalho da Comissão de Seguridade Social e Família que acompanha a questão da substância fosfoetanolamina, como medicação para o combate a vários tipos de câncer. A substância, sintetizada em laboratório da Universidade de São Paulo (USP), ainda não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), para comercialização, sob a alegação de que a substância ainda não cumpriu todos os protocolos para ser liberado para aplicação em seres humanos.

Segundo Conceição, o Grupo de Trabalho da Fosfoetanolamina Sintética quer discutir com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, elementos que possam contribuir com a liberação da substância a pacientes com câncer. “Com a demora na liberação da substância, tem havido uma excessiva judicialização para a liberação da substância para uso por pessoas com câncer. Os relatos de sucesso no tratamento de vários tipos de câncer têm  contribuído para que mais e mais famílias entrem na Justiça para ter acesso à substância, pois para quem tem câncer, cada dia é um dia a mais a espera de uma cura”, comentou.

A decisão dos parlamentares ocorre enquanto o STF reúne subsídios para dar parecer sobre milhares de processos que estão sendo movidos pelos pacientes que querem acesso à conhecida “pílula do câncer”. Além do ministro, os deputados coordenados pelo deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) também solicitarão audiência com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, e o de Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera.

O objetivo do grupo é levar uma linha de argumentação menos tradicional para fundamentar a decisão STF, apresentando relatos de pacientes com câncer que atestem eficácia da Fosfoetanolamina sintetizada pelo professor aposentado da Universidade de São Paulo (USP), Gilberto Chierice.

“Outro dos objetivos do grupo é também se manter atualizado dos avanços da pesquisa que ocorre em São Paulo para o teste da substância”, concluiu Conceição Sampaio.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.