Amazonas Formal & Informal

Confirmado: artesãos devem fechar a Eduardo Ribeiro na terça feira (20)

Feirantes em Assembleia com vereador Mário Frota/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Feirantes em Assembleia com vereador Mário Frota/Foto: Divulgação

Feirantes em Assembleia com vereador Mário Frota/Foto: Divulgação

Os artesãos donos de barracas da feirinha do artesanato da Avenida Eduardo Ribeiro estiveram reunidos nessa quinta feira (15), na Casa do Trabalhador (Centro) para decidir se deveriam ou não ocupar os seus pontos de origem, depois que o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) negou as reivindicações da categoria e do próprio vereador Mário Frota (PHS).

Agora no início da noite, os artesãos confirmaram que farão uma “passeata”, na terça feira (20). Eles vão fechar a Avenida Eduardo Ribeiro, a partir das 09 horas, saindo da frente do Teatro Amazonas e indo em direção à Avenida 7 de Setembro. Anunciaram que a categoria deve estar em peso na passeata, com faixas e carro de som para dar apoio ao grupo.

O vereador Mário Frota esteve reunido com os permissionários da Feira do Artesanato, para tentar encontrar uma possível solução para a volta dos trabalhadores ao seu locais de origem, mas não obteve êxito imediato.

A pedido do vereador Mário Frota e a pressão dos permissionários, o prefeito Arthur Neto até disse que tinha voltou atrás na decisão e garantiu que permitiria que os feirantes voltassem para a Eduardo Ribeiro, mas só a partir do dia 4 de setembro.

No entanto e, de acordo com os trabalhadores presentes na assembléia geral da categoria, a autorização ainda não foi expedida. Ou seja, eles ainda estão proibidos de trabalhar e de montar as barracas.

Na quarta feira (21), já estão escalados 300 feirantes e artesãos para irem à Câmara Municipal de Manaus (CMM) para protestar. Eles devem ocupar as galerias do plenário e fazer pressão para que os vereadores forcem a decisão do prefeito candidato.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.