Amazonas Destaques Política

Convênio assinado com o MEC beneficia escolas do interior do AM

Ministro Mendonça Filho(E) e o governador José Melo assinam, convênio/Foto: Nathalie Brasil
Redação
Escrito por Redação
Ministro Mendonça Filho(E) e o governador José Melo assinam, convênio/Foto: Nathalie Brasil

Ministro Mendonça Filho(E) e o governador José Melo assinam convênio/Foto: Nathalie Brasil

Escolas estaduais de 30 cidades do Amazonas serão beneficiadas com o programa de expansão de internet banda larga, o Amazônia Conectada. O convênio para viabilizar a interligação dos cabos de fibra ótica entre Tefé e Manaus foi assinado, hoje, sexta-feira (12), pelo governador José Melo e o Ministro da Educação, Mendonça Filho. O programa é executado pelo Exército Brasileiro e já opera em caráter experimental entre Coari e Tefé.
O convênio foi formalizado em ato realizado na sede do Governo do Amazonas, e prevê a liberação de R$ 10,5 milhões para a complementação do Amazônia Conectada. Durante a solenidade, o Ministério da Educação (MEC), também, anunciou recursos da ordem de R$ 6 milhões para a conclusão do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), e outros R$ 2,8 milhões para a escola estadual Senador Evandro Carreira, no conjunto Viver Melhor, na zona Norte da capital, onde o governador e o ministro fizeram visita pela manhã.

José Melo destacou os investimentos do governo estadual em parceria com o MEC e disse que um cronograma foi estabelecido para a liberação de recursos. O pacote envolve a construção de 12 escolas padrão e 10 no modelo de educação em tempo integral. “Com isto, vamos fazer frente aos avanços dessas obras que estão aí, e estabelecemos um cronograma para frente, para à medida que as obras forem avançando, o MEC repassar recursos para não ter solução de continuidade”, frisou.

Na semana passada, o MEC liberou R$ 6 milhões para as obras do governo amazonense, disse o Ministro. “Algumas obras estavam concluídas, mas não receberam os recursos necessários. Outras estão praticamente concluídas e trouxemos a complementação de recursos. E as prioridades do Estado do Amazonas nós vamos contemplar e estabelecer cada vez mais uma parceria estreita”, afirmou Mendonça Filho.

Internet banda larga – Para o Amazônia Conectada, a verba será destinada à ampliação da rede de cabos de fibra ótica entre Manaus e Tefé. De acordo com o MEC, a medida deve alcançar 834 mil alunos da região. A rede lógica entre os municípios de Tefé e Manaus contempla a comunicação na Mesorregião do Centro Amazonense, composta pelas microrregiões de Coari, Itacoatiara, Manaus, Parintins, Rio Preto da Eva e Tefé.

Segundo o Comandante do Centro Integrado de Temática do Comando Militar da Amazônia, General Decílio de Medeiros, responsável pelo Amazônia Conectada, questões orçamentárias estavam impedindo a continuidade do projeto no trecho entre Manaus e Tefé. “Utilizaremos esse recurso já na semana que vem para a aquisição do cabo que fará a conexão a Tefé e, consequentemente até Coari. O cabo já foi especificado, testado e está em operação entre Coari e Tefé, em pleno funcionamento, o que nos dá grande segurança”, enfatizou.

A previsão é concluir as obras no trecho, com extensão de mais de 450 quilômetros, em março do ano que vem. A aquisição dos produtos será feita por meio de licitação internacional, o que barateia custos, segundo o Exército. A meta do projeto é levar internet banda larga a 52 cidades do Amazonas. A iniciativa tem parceria da Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam). Os cabos são lançados nos rios e permitem conexão de alta qualidade para atender órgãos públicos e criar oportunidades para a exploração comercial.

A medida também deve melhorar o sistema de educação à distância oferecido pelo governo estadual através do Centro de Mídias da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). “Esse é um programa que atinge toda a comunidade. O alto Solimões é uma região muito pobre e de muita dificuldade. É uma região de população indígena muito grande, e que também será atendida com internet. O fato em si é que esse desafio de levar a internet para os excluídos significa oferecer oportunidade. Este é o fato”, defendeu o governador José Melo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.