Amazonas Colunas

Corrupção contamina servidores públicos – por Garcia Neto

Redação
Escrito por Redação

Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) destaca que no primeiro semestre deste ano o Poder Executivo Federal aplicou 266 penalidades expulsivas a servidores públicos por envolvimento em atividades contrárias à Lei nº 8.112/1990, sendo 59% por práticas relacionadas à corrupção.

 

No mês de junho foi registrado o maior número de penalidades aplicadas, com o total de 81 expulsões.

 

O crime de corrupção tomou conta do Brasil e não se vê nenhuma chance diminuir enquanto não houver a certeza da aplicação da pena e o fiel cumprimento da condenação, ou seja, dentro da cadeia, em regime fechado.

 

A divulgação de relatório na página da CGU pode contribuir sobremaneira para a transparência e controle institucional, mas deve também chegar à imprensa livre, para o conhecimento de toda sociedade.

 

O Brasil está vivendo o seu melhor momento de limpeza, e o melhor remédio contra os crimes e atos de improbidade é a transparência, a publicidade.

Eu acredito que a Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011) é importante instrumento para garantir a transparência e para colocar para fora do tapete toda a imundície existente no Poder Público municipal, estadual e federal, resultante de sua relação promíscua com a iniciativa privada e políticos desonestos.

 

*Garcia Neto é professor e jornalista

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.