Esportes

Cris Cyborg massacra Lina Lansberg no UFC Brasília

Cris 'Cyborg' não deu qualquer chance a Lina Lansberg/Foto: Divulgação
Cris 'Cyborg' não deu qualquer chance a Lina Lansberg/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Cris'Cyborg' não deu qualquer chance a Lina Lansberg/Foto: Divulgação

Cris ‘Cyborg’ não deu qualquer chance a Lina Lansberg/Foto: Divulgação

Como a maioria esperava, Cris ‘Cyborg’ não deu qualquer chance a Lina Lansberg e acumulou mais uma vitória para o seu cartel profissional na madrugada deste sábado (24) para domingo, na luta principal do UFC Brasília. Valente, a sueca ainda aguentou um round e meio até ser nocauteada no segundo assalto.

Após uma sofrida e intensa briga para atingir os 63,5 kg impostos pelo Ultimate para poder enfrentar a sueca, Cris fez parecer que a batalha com a balança foi muito mais complicada do que o duelo dentro do octógono contra a sua oponente. Aos 2min29s do segundo round, a luta já havia acabado com mais um nocaute avassalador da brasileira.

Anunciada sob muitas vaias, Lina retribuiu o “carinho” brasileiro com beijinhos. Do outro lado, a atual campeã peso-galo (66 kg) do Invicta FC foi completamente ovacionada quando teve seu nome gritado por Bruce Buffer.

Quando a luta começou, durou apenas 15 segundos para ver que Cris não estava para brincadeira. A brasileira acertou uma combinação que balançou a sueca e a obrigou a agarrar a oponente. Grudadas na grade, as duas trocaram golpes no clinch.

Na metade final do assalto, o árbitro Mario Yamasaki foi obrigado a interromper o duelo por falta de ação. Assim que a luta foi retomada, Cris colocou Lina para baixo, mas a sueca conseguiu suportar a pressão e levou o duelo até o fim da parcial.

No segundo round não teve jeito. Depois de Cyborg colocar novamente a sueca para baixo, ela trabalhou no ground and pound até que o árbitro tivesse que encerrar a luta e Cris fosse para os braços da galera.

CARD PRINCIPAL
Renan Barão venceu Phillipe Nover por decisão unânime dos juízes laterais;
Roy Nelson venceu Antônio ‘Pezão’ por nocaute no segundo round;
Francisco ‘Massaranduba’ venceu Paul Felder por nocaute técnico (interrupção médica) no terceiro round;
Eric Spicely venceu Thiago ‘Marreta’ por finalização (mata-leão) no primeiro round;
Godofredo Pepey venceu Mike De La Torre por finalização (mata-leão) no primeiro round.

CARD PRELIMINAR
Michel ‘Trator’ venceu Gilbert ‘Durinho’ por decisão unânime dos juízes laterais;
Rani Yahya venceu Michinori Tanaka por decisão unânime dos juízes laterais;
Jussier ‘Formiga’ venceu Dustin Ortiz por decisão unânime dos juízes laterais;
Erick Silva venceu Luan Chagas por finalização (mata-leão) no terceiro round;
Alan ‘Nuguette’ venceu Stevie Ray por decisão unânime dos juízes laterais;
Vicente Luque venceu Héctor Urbina por nocaute no primeiro round;
Gregor Gillespie venceu Glaico França por decisão unânime dos juízes laterais.

(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.