Amazonas Cidades

Delegacia Interativa da Polícia Civil, no Dom Pedro, passará por reestruturação

Delegado Henrique Brasil/Foto: Divulgação
Delegado Henrique Brasil/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

A Delegacia Interativa (DI), localizada na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas, na Avenida Pedro Teixeira, no Dom Pedro, na zona Oeste da cidade, passará por reestruturação a partir do mês de outubro, de acordo com informação do delegado titular da unidade policial, Henrique Brasil.
Responsável pelo gerenciamento do serviço de registro de ocorrências relativas a roubo, furto, perda e extravio de objetos e documentos e acidente de trânsito sem vítima, a DI passará a receber denúncias sobre os crimes de abandono de lar, acidente de trânsito com vítima lesionada, calúnia, injúria, difamação e perturbação da tranquilidade.

“Nosso portal de internet receberá melhorias, tornando o acesso do usuário mais interativo”, informou Brasil. As mudanças estão sendo implementadas pela Delegacia Geral e pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), junto à Empresa Processamento de Dados do Amazonas S.A. (Prodam).

Outra etapa da reformulação se refere ao fornecimento de provas em investigações de crimes cibernéticos. “Informações sobre identificação do IP de computadores e provedores de internet serão úteis para localizar os autores desse tipo de prática”, ressaltou o delegado.

A delegacia recebe denúncias por meio do endereço eletrônico www.policiacivil.am.gov.br e encaminha os casos ao Distrito Integrado de Polícia (DIP) que abrange a área onde o crime ocorreu.

Visita

O presidente do Sindicato em Defesa dos Agentes de Trânsito e Fiscais de Transportes da Cidade de Manaus (Sindtran), Rafael Santos, esteve na sede da DI, na tarde desta sexta-feira, 11, para receber orientações sobre crimes praticados pela internet.

Rafael Santos relatou constantes ocorrências de injúria, calúnia e difamação envolvendo os agentes de trânsito, que chegaram ao conhecimento da entidade sindical. “Esse tipo de situação interfere no desempenho da atividade dos funcionários”, afirmou Rafael Santos.

Na ocasião, o delegado Henrique Brasil esclareceu dúvidas sobre como proceder nesses casos e a quem recorrer para denunciar as práticas irregulares.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.