Entretenimento

Demi Lovato dispara contra Taylor Swift : ‘É uma imagem falsa’

Demi não poupou a colega do pop, Taylor Swift/Foto: Divulgação
Demi não poupou a colega do pop, Taylor Swift/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Demi Lovato, 24 anos, não tem papas na língua. Em entrevista à revista americana “Glamour”, a diva pop teen falou abertamente sobre seus vícios e sobre a sua volta por cima, principalmente no que se refere ao seu corpo. “A pessoa que eu era antes não é mais a pessoa que sou hoje”, define.

A cantora posou nua para promover seu single último “Body Say” e está disposta a explorar ainda mais seu lado sexy. “É o próximo passo da minha vida adulta. Escrever sobre sexo é libertador. Quero escrever mais sobre isso”, confessou. Mesmo nova, Demi demonstra estar bem com sua sexualidade e cita os relacionamentos que a tornaram mais confiante, como o que teve com o ex-namorado Wilmer Walderrama, com quem ficou por 6 anos. Ela diz que o ex a cobria de elogios. “Eu me sentia sexy, mesmo tendo um corpo diferente. Eu tinha o Wilmer, que amava as minhas curvas. Isso ajudou”. E continua: “Estou em sintonia com o corpo e sei o que eu quero. Estou explorando, me encontrei sexualmente”, diz, segundo informações do EGO.

Sem fugir de polêmicas, Demi não poupou as colegas do pop, como Taylor Swift: “Certas pessoas poderiam fazer e falar mais sobre isso o feminismo. Para ser honesta, eu não vejo ninguém daquele grupo com um corpo ‘normal’. É uma imagem falsa de como as pessoas devem ser. Aquilo não é real”, criticou. “Acho que fazer um clipe sobre derrotar a Katy Perry não é empoderamento”, disse a estrela se referindo a música “Bad Blood” de Taylor.

Demi não poupou a colega do pop, Taylor Swift/Foto: Divulgação

Demi não poupou a colega do pop, Taylor Swift/Foto: Divulgação

A declaração, claro, rendeu nas redes sociais e Demi não deixou barato: “Me fazem perguntas. Eu as respondo. Me processe”.

A atriz já enfrentou sérios problemas relacionados a cocaína, álcool e distúrbios alimentares, chegando a ir parar numa clínica de reabilitação em 2010. Hoje ela garante se sentir saudável e não pretende ter a antiga vida de volta. “Eu não assisto filmes que tenham cenas com drogas. Não vou a clubes. Alguém pode me oferecer algo” diz, decidida.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.