Amazonas Formal & Informal

Depois de protestos e ações na justiça prefeito resolve colocar asfalto no DI

Asfalto sendo clocado às pressas no DI.
Asfalto sendo clocado às pressas no DI.
Redação
Escrito por Redação

Três anos depois e inúmeras lutas, reivindicações e ameaças de paralizações constante, para que houvesse o recapeamento asfáltico das ruas e avenidas do Distrito Industrial em Manaus, ontem (16), o prefeito Arthur Neto (PSDB) fez uns remendos, mas que conseguiram tapar os quase intransponíveis buracos da pista da Avenida Buriti, principal artéria de escoamento do trânsito do Polo industrial de Manaus (PIM).

Para isso, entretanto, foi preciso as categorias dos trabalhadores dos transportes de fretamento, rodoviários, alternativos, taxistas, cargas, moto-taxistas, Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) se manifestarem publicamente e com ações no Ministério Público Federal (MPF) para que o prefeito Arthur Neto (PSDB), tapasse os buracos da principal avenida do DI.

Por pouco o prefeito tucano não se deparou com uma manifestação coordenada pelos trabalhadores dos Transportes Especial, que desde às 06 horas da manhã do dia (16), estavam protestando no local. Quase em meio aos protestos, o prefeito mandou descarregar caçambas carregadas de pedras e asfalto para tapar as crateras que já estavam danificando carros de todos as toneladas no Distrito Industrial.

Buracos que impediam o trânsito na Avenida Buriti.

Buracos que impediam o trânsito na Avenida Buriti.

O prefeito tucano relutou, justificando que não havia recebido repasses da Suframa, para ações de urbanizações no Distrito industrial, o que não é justificado, porque compete ao município a manutenção das vias públicas dentro do perímetro urbano.

Para isso existe a cobrança das taxas de Alvará e de IPTU. De acordo com publicação no site da Centro das Indústrias e Comércio do estado do Amazonas (Fieam), a prefeitura deve ter arrecadado em quatro anos, próximo de R$ 3 Milhões e 500 mil, relativo a essas taxas. Além de que, hoje o Distrito industrial compartilha seu perímetro com industrias e novos bairros, criados recentemente.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.