Formal & Informal Política

Descontrolado, Artur xinga e ameaça jornalista

arthur-newton-valeiko
Redação
Escrito por Redação

O prefeito Artur Neto, candidato à reeleição, se envolveu em mais um ato de agressão. Desta vez, Artur xingou e ameaçou o jornalista Neuton Corrêa, um dos mais respeitados da imprensa amazonense e proprietário do Portal de Notícias BNC. “Contigo, tem que ser pessoalmente. Contigo nessa distância não dá! Tu vais se cagar na hora da verdade, entendeu? Vai pra puta que te pariu!”, xingou o prefeito numa discussão com o jornalista.

O áudio viralizou nas redes sociais, em especial nos grupos de whatsaap na manhã desta quarta-feira (14). Neuton Corrêa recebeu solidariedade de centenas de jornalistas, que cobraram do Sindicato da categoria uma nota oficial condenando a atitude de Artur Neto e de apoio ao jornalista agredido.

O destempero de Artur já é conhecido no meio jornalístico. Artur não aceita ser criticado e sempre reage com ameaças e não raro pede a cabeça do profissional aos proprietários dos meios de comunicação.
Ouça o áudio da discussão entre Artur e o jornalista Neuton Correa na íntegra:

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Olá Neuton, boa noite.
    É lamentável ver esse coronelismo por parte de algumas autoridade dessa cidade. Autoridades, como o Prefeito, qual ainda insiste em ter a postura de um déspota, parecendo que todos lhe devem a mais absoluta subserviência.
    E mais lamentável ainda é ver esse vocabulário chulo, medíocre e impublicável.
    Não estou aqui defendendo ninguém. Mas, tratar um senador da república, que tanto o ajudou na campanha a prefeito, e tratá-lo dessa maneira, só reflete a prepotência, a arrogância, uma desmedida pretensão e a ingratidão de estar cuspindo no prato que o saciou.
    Além disso, restou pra você um nítido abuso de poder e que pode ser usado o remédio constitucional do mandado de segurança, que está previsto no artigo 5º, inciso LXIX, da Constituição, no Título dos “Direitos e Garantias Fundamentais” e que traz a seguinte redação: “conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, quando o responsável pela ilegalidade ou abuso de poder for autoridade pública ou agente de pessoa jurídica no exercício de atribuições do Poder Público”.
    É triste ver esses episódio nocivos, grotescos e espúrios, quais só nos fazer sentir nojo e ter a certeza que nenhum desses candidatos, são merecedores do nosso voto.

  • Já não ia votar neste prefeitinho garanhão, depois que vi o vídeo dele e os emails com esta sra. que se comporta como periguete, ainda vou fazer campanha contra.

error: Ops! não foi dessa vez.