Amazônia Cidades

Desfile das Escolas do Grupo C, tem campanha de sensibilização contra DSTs

Distribuição de preservativos no Sambódromo/Foto: Roberto Carlos
Distribuição de preservativos no Sambódromo/Foto: Roberto Carlos
Redação
Escrito por Redação

Aberto ontem (04), Centro de Convenções (Sambódromo), o desfile das escolas do Grupo de Acesso C composto pelas escolas Ipixuna; Leões do Barão Açú; Mocidade Independente do Coroado e Gaviões do Parque Dez, com a distribuição de preservativos junto aos foliões, com o objetivo de estimular o uso do preservativo, como meio de proteção, não apenas durante o Carnaval, mas o ano inteiro.
A ação é executada pela Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais da Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), e integra a campanha de prevenção que está acontecendo na capital e no interior do Estado. A campanha tem o apoio das secretarias municipais de saúde e de organizações não governamentais e vai distribuir cerca de 1,4 milhão preservativos masculinos, em todo o Estado.

Para quem foi prestigiar e desfilar nessa primeira noite do desfile destacou a importância da atividade de sensibilização. Abordada sobre o assunto, a estudante Andreia Silva, de 31 anos, disse que nunca é demais lembrar da prevenção em meio à folia momesca. “É muito importante porque a doenças sexualmente transmissíveis devem ser evitadas, assim como uma gravidez indesejada. E como no Carnaval as pessoas ficam meio soltas, é bom sempre lembrar dessas coisas na hora da diversão”.

Antes de entrar na Avenida do Samba pela Escola de Samba Ipixuna, a autônoma Aurinete Amorim, 44, aproveitou para pegar os preservativos e cair na folia com segurança. “Brincar com segurança é tudo. E nesse Carnaval é necessário usar camisinha para não acontecer nada de ruim no fim da festa”.

A enfermeira da Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, Lilian Furtado, ressaltou que a campanha tem a intenção de trazer à tona a importância da prevenção para a sociedade. Neste ano, o slogan da campanha é “Carnaval é alegria. Fantasia só se for de camisinha”. “É sempre bom ressaltar a necessidade da prevenção e nessa primeira noite os agentes e profissionais da saúde atuaram de maneira intensa entre os brincantes aqui na concentração e com o público que marcou presença”.

Os 61 municípios do interior também participam da campanha através de ações de prevenção, com distribuição de preservativos masculinos em bailes, clubes, blocos e bandas.

Saúde – Nesse Carnaval, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) está dando suporte à programação que acontece no Sambódromo, com uma estrutura de atendimento médico no Bloco A do Sambódromo, para atendimento de primeiros socorros. Também está sendo disponibilizado uma ambulância para reforçar a frota de remoção junto com o Samu e o Corpo de Bombeiros, no local.

Segurança – A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) preparou um plano Tático Integrado de Segurança (PTI) que será aplicado na operação ‘Carnaval 2016’, com a participação direta de, aproximadamente, 3 mil servidores, entre policiais e agentes públicos de órgãos estaduais e municipais. As ações visam garantir a segurança da população em geral e do público dos eventos carnavalescos. Todas as ações serão acompanhadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM) da SSP-AM.

...e ninguém fica sem a sua camisinha, até as mulheres/Foto: Roberto Carlos

                  …e ninguém fica sem a sua camisinha, até as mulheres/Foto: Roberto Carlos

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.