Amazonas Brasil

Dilma e Correa negociam ligação entre a Amazônia e o Pacífico equatoriano

Redação
Escrito por Redação

Em sua primeira visita oficial ao Equador, a presidenta Dilma Rousseff participará amanhã (27) da 4.ª Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). Hoje (26) à tarde ela se reuniu, em Quito, com o presidente equatoriano, Rafael Correa.

A principal pauta do encontro entre Dilma e Correa foi o intercâmbio comercial bilateral entre os dois países e projetos como a criação do Eixo Multimodal Manta-Manaus, que vai ligar, por meio de portos e rodovias, a Amazônia brasileira ao Pacífico equatoriano.

O governo brasileiro acredita que, com o Eixo Multimodal Mantas-Manaus, será possível reduzir em até dez dias o tempo necessário para o transporte de produtos até o Oceano Pacífico, em comparação com a via do Canal do Panamá, além de abrir outras possibilidades de comércio para os dois países, tanto na América do Sul quanto na Ásia.

O embaixador do Brasil no Equador, Carlos Alfredo Lazary Teixeira, informou que o Eixo Multimodal Manta-Manaus proporcionará a exportação dos produtos brasileiros, principalmente da Região Norte, para o Equador, Peru e Colômbia.

“Um projeto importante que está na pauta permanentemente é o eixo logístico de Manta, um porto do Pacífico equatoriano, com Manaus, envolvendo estrada, porto marítimo, porto fluvial, hidrovia e um percurso longo até Manaus. Esse Eixo Manta-Manaus, no caso do Equador, na relação de integração com o Brasil, é talvez o projeto mais importante que está e estará na pauta prioritária de nossa relação bilateral.”

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, em 2015 as trocas comerciais com o Equador alcançaram US$ 783 milhões. As exportações brasileiras somaram US$ 665 milhões, enquanto o Equador exportou produtos no total de US$ 118 milhões.

Em entrevista publicada pelo jornal El Comercio do Equador, a presidenta Dilma Rousseff destacou a importância da união entre os países da América Latina para superar o atual cenário econômico. Ela afirmou que a retomada do crescimento e a estabilidade são fundamentais para o Brasil.

Agência Brasil

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.