Brasil Destaques Política

Dilma visita áreas atingidas por lama de mineradora, em MG

Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana/Foto: AFP
Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana/Foto: AFP
Redação
Escrito por Redação

A presidente Dilma Rousseff vai a Minas Gerais hoje, quinta-feira (12), visitar áreas atingidas pelo rompimento das barragens do Fundão e Santarém da Samarco Mineradora, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais. Conforme a agenda, ela vai passar por Belo Horizonte, Mariana, Governador Valadares, no Leste de Minas, e por Colatina, no Espírito Santo.
Na última quinta-feira (05), as barragens se romperam provocando o despejo de 62 milhões de metros cúbicos de rejeito de minério e água. O “tsunami” de lama devastou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, atingiu ainda outros distritos da cidade e chegou ao Rio Doce, passando por várias cidades de Minas e do Espírito Santo.

Até a noite de ontem, quarta-feira (11), seis corpos de vítimas da tragédia já haviam sido identificados. Outros dois corpos aguardavam identificação. Dezenove pessoas eram consideradas desaparecidas.

De acordo com a agenda da presidente, pela manhã, ela decola de Brasília para a capital mineira, onde encontra com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior (PPS). Eles vão sobrevoar distritos devastados pela lama, como Bento Rodrigues e Paracatu. Inicialmente, em BH, estava prevista uma reunião com prefeitos de cidades atingidas e com o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), o que não foi confirmado na última agenda oficial divulgada.

Na sequência, a presidente segue para Governador Valadares, no Leste de Minas, onde vai sobrevoar o Rio Doce. Na cidade, ela ainda participa de reunião com lideranças locais.
A agenda de Dilma ainda prevê o sobrevoo a Colatina, no Espírito Santo, e uma reunião na cidade.

A presidente Dilma Rousseff vai a Minas Gerais hoje, quinta-feira (12), visitar as áreas atingidas pelo rompimento das barragens do Fundão e Santarém da Samarco Mineradora, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais. Conforme a agenda, ela vai passar por Belo Horizonte, Mariana, Governador Valadares, no Leste de Minas, e por Colatina, no Espírito Santo.

Na última quinta-feira (05), as barragens se romperam provocando o despejo de 62 milhões de metros cúbicos de rejeito de minério e água. O “tsunami” de lama devastou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, atingiu ainda outros distritos da cidade e chegou ao Rio Doce, passando por várias cidades de Minas e do Espírito Santo.

Até a noite de ontem, quarta-feira (11), seis corpos de vítimas da tragédia já haviam sido identificados. Outros dois corpos aguardavam identificação. Dezenove pessoas eram consideradas desaparecidas.

De acordo com a agenda da presidente, agora, pela manhã, ela decola de Brasília para a capital mineira, onde encontra com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior (PPS). Eles vão sobrevoar distritos devastados pela lama, como Bento Rodrigues e Paracatu. Inicialmente, em BH, estava prevista uma reunião com prefeitos de cidades atingidas e com o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), o que não foi confirmado na última agenda oficial divulgada.

Na sequência, a presidente segue para Governador Valadares, no Leste de Minas, onde vai sobrevoar o Rio Doce. Na cidade, ela ainda participa de reunião com lideranças locais.

A agenda de Dilma ainda prevê o sobrevoo a Colatina, no Espírito Santo, e uma reunião na cidade.(G1)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.