Cidades

Dois homens são executados e dois ficam feridos no município de Manacapuru

BUDA-E-PIPAO--MANACAPURU
Redação
Escrito por Redação

Dois homens foram executados a tiros no início da tarde de domingo (15), no bairro São Francisco, no município de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus. O crime ocorreu por volta das 12h30, na Avenida Ribeiro Júnior e na Rua São Rafael. Outros dois homens também foram baleados e socorridos para os hospitais.

De acordo com a polícia, Reginaldo Pereira D’Ângelo, conhecido como ‘Pipão’, de 47 anos, almoçava no restaurante ‘Três Marias’, no momento em que foi surpreendido por três suspeitos, em duas motocicletas. O pai de ‘Pipão’, Antônio Saraiva D’Ângelo, o ‘Dois de Ouro’, de 76 anos, e o cunhado dele, Vinícius Freire Barbosa da Silva, de 36 anos, também saíram feridos.

O pai de ‘Pipão’, foi atingido com um tiro de raspão na perna e levado ao Hospital Lázaro Reis, em Manacapuru, onde passou por curativos e depois liberado. Já Vinícius foi atingido com dois tiros na coxa direita. Ele foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul de Manaus, para a retirada dos projéteis.

'Pipão', almoçava com o pai dele, e cunhado, quando os criminosos chegaram atirando - fotos: divulgação

‘Pipão’, almoçava com o pai dele, e um cunhado, quando os criminosos chegaram atirando – fotos: divulgação

Já Janderson Gonçalves Nogueira, o ‘Buda’, de 30 anos,  foi executado nos fundo do quintal da residência dele, na Avenida Ribeiro Júnior no momento em que participava de um torneio de pênaltis. Ele parou para conversar com um homem, que sacou uma arma e efetuou os disparos. Em seguida, o pistoleiro fugiu em uma motocicleta, de característica não identifica, com um comparsa.

Conforme a polícia, ‘Pipão’ e ‘Buda’, foram socorridos para o hospital Lázaro Reis, mas não resistiram aos ferimentos. Os corpos foram removidos pelo Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte da capital amazonense, onde passaram por exames de necropsia.

A polícia suspeita que ‘Pipão’ e ‘Buda’, foram executados em acerto de contas motivado pelo tráfico de drogas. Segundo os investigadores da Polícia Civil, ‘Pipão’, que era irmão do vereador do município, Beto D’Ângelo (PROS), trabalhava para ‘Buda’, que atuava como traficante em Manacapuru e já tinha passagem pela polícia.

O duplo homicídio e as tentativas de homicídios serão investigadas pela Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.