Esportes

Dos Anjos perde e Brasil fica sem cinturão do UFC após quase dez anos

Rafael dos Anjos foi derrotado pelo norte-americano Eddie Alvarez/ Foto: divulgação.
Rafael dos Anjos foi derrotado pelo norte-americano Eddie Alvarez/ Foto: divulgação.
Redação
Escrito por Redação
Rafael dos Anjos foi derrotado pelo norte-americano Eddie Alvarez/ Foto: divulgação.

Rafael dos Anjos foi derrotado pelo norte-americano Eddie Alvarez/ Foto: divulgação.

Pela primeira vez em quase dez anos, o Brasil não possui nenhum título do UFC, a principal organização de artes marciais mistas do mundo (MMA, na sigla em inglês). Na madrugada desta sexta-feira (8), Rafael dos Anjos foi derrotado pelo norte-americano Eddie Alvarez e perdeu o cinturão dos leves da organização. O evento foi o primeiro dos três que acontecem até o próximo sábado (9), com a realização do UFC 200.

Depois de um começo equilibrado, com Dos Anjos acertando até um chute alto, Eddie Alvarez fez o brasileiro balançar ao contragolpear com um cruzado de direita no queixo. Na sequência do desequilíbrio do adversário, Alvarez seguiu atingindo o rosto e o abdômen do brasileiro, que não conseguia mais manter a guarda. Após mais uma sequência de golpes, o juiz encerrou o combate aos 3min49 do primeiro assalto.

Logo depois de receber o cinturão, Eddie Alvarez afirmou ter realizado um sonho ao conquistar o cinturão de campeão mundial. “Agradeço a toda a minha família e à minha equipe, que foram as pessoas que me apoiaram e me fizeram chegar até aqui”, disse.

O País não ficava sem um campeão em vigor no UFC desde outubro de 2006, quando Anderson Silva conquistou seu primeiro título no torneio, ao destronar Rich Franklin. Porém, a seca brasileira pode durar apenas uma noite, já que Claudia Gadelha sobe ao octógono na noite desta sexta-feira para tentar tirar o cinturão do peso palha feminino da polonesa Joanna Jedrzejczyk.

Depois dela, outros três brasileiros lutam por títulos no UFC ainda neste mês. No sábado, Amanda Nunes buscará ser campeã do peso galo contra Miesha Tate. Na mesma noite, José Aldo tentará o interino dos penas contra Frankie Edgar. Já no dia 30 de julho, no UFC 201, Wilson Reis enfrentará Demetrius Johnson pelo topo dos moscas.

BRASIL COM SALDO POSITIVO NO CARD PRELIMINAR – Das oito lutas no card preliminar, sete contavam com brasileiros, sendo que cinco deles saíram do octógono como vencedores. Pelos meio médios, Alberto Mina e Vicente Luque bateram Mike Pyle e Alvaro Herrera, respectivamente. Entre os leves, Gilbert Burns finalizou o polonês Lukasz Sajewski. Enquanto Pedro Munhoz e Felipe Arantes levaram a melhor entre os galos, Reginaldo Vieira e Dileno Lopes foram derrotados em lutas pela mesma categoria.

(Notícias ao Minuto)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.