Amazonas Cultura

´Duetos Populares´ reúne a temática regional dos Imbaúbas e Tucumanus, no TA

Celdo Braga e os Imbaubas/Foto: Divulgação
Celdo Braga e os Imbaubas/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Celdo Braga e os Imbaubas/Foto: Divulgação

                                            Celdo Braga e os Imbaubas/Foto: Divulgação

Um projeto que tem reunido públicos diversos, em torno dos talentos artísticos locais, para celebrar o aniversário de 120 anos do nosso ícone cultural e histórico, o Teatro Amazonas, o show “Duetos Populares”, na edição de outubro, reúne as bandas regionais Imbaúba e Os Tucumanus, na quarta-feira (05), às 20h00, com entrada franca.
O encontro entre dos dois grupos que são referência no Amazonas, seguindo estilos diversificados, no entanto, cantando a cultura Amazônica, promete muito em 01h20, principalmente, pela convergência de comemorações dos 10 anos de carreira de cada grupo, neste ano, celebrados no majestoso Teatro Amazonas, nos seus 120 anos.

Quem abre o concerto é o grupo Imbaúba, que canta a floresta, o rio, o caboclo em suas composições, fazendo alternância com poesias que mergulham o expectador numa viagem ao Amazonas e sua rica cultura. A poesia do grupo Imbaúba é assinada pelo poeta Celdo Braga, vocacionado que é em cantar a Amazônia, valendo-se da sua vivência ribeirinha e do seu engajamento com a poesia universal.

Formado por Celdo Braga, Rosivaldo Cordeiro, João Paulo Ribeiro, Roberto Lima e Sofia Amoedo, o grupo apresenta um trabalho musical acústico, basicamente instrumental, com músicas de autoria própria, compostas a partir da sonoridade da natureza (música orgânica), como “Amazonas Moreno”, “Canto da Floresta”, “Caminhos de Rio”, Cuidar da Terra” e Água Doce”, que emanam do universo amazônico.

Para Celdo Braga, a apresentação representa uma integração de vivências entre o Teatro Amazonas e o grupo Imbaúba. “O Teatro Amazonas vem, no decorrer de sua história, divulgando a Amazônia e suas manifestações artísticas e o grupo Imbaúba, nos seus 10 anos, tem a mesma proposta. Desta forma, é uma grande alegria conjugar essas comemorações, pois estive no centenário do Teatro e agora estarei nos 120 anos, vivenciando grandes momentos na minha carreira, particularmente falando”, finalizou.

A banda Os Tucumanus entra na sequência, apresentando temática regional em músicas que seguem estilos diversificados como o frevo, o maracatu, samba, guitarrada, carimbó e ainda, influência de estilos internacionais como o rock e o reggae. No repertório do show, músicas como “Churrasco de Gato”, “Palafitas”, “Ponta Negra” e “Até o Sol Sair”.

Com um trabalho que recebe, cada vez mais, o reconhecimento dos artistas e do público locais, a banda, composta por Clóvis Rodrigues (vocal e efeitos percussivos), Denilson Novo (guitarra e voz), Samuel Pinheiro (guitarra e voz), Mário Ruy (baixo e voz) e Matheus Simões (bateria e voz), já se apresentou em outros momentos no Teatro Amazonas, como, por exemplo, no projeto “Segundas no Palco”, em 2007 e nos Festivais de Música do Amazonas e Até o Tucupi.

Clovis Rodrigues declara que as apresentações no Teatro Amazonas contribuem para fortalecer a identidade musical da banda. ”Já enfrentamos muitas barreiras com nossa proposta musical, mas hoje o público já nos respeita. Somos bastante conhecidos e valorizados em vários espaços de Manaus e o Teatro Amazonas é o templo dos artistas amazonenses e nós sempre cantamos a nossa cultura nesse lugar, que é mágico e muito bonito. A gente sente a energia de tudo o que já aconteceu nesse palco nesses 120 anos”, declarou.

...e os Tucumanus com o seu embalo/Foto: Arquivo

                             …e os Tucumanus com o seu embalo/Foto: Arquivo

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

1 comentário

error: Ops! não foi dessa vez.