Amazonas Esportes

Dunga enfrenta o Paraguai já com o pensamento nos ‘hermanos’

Dunga grita: " náo podemos perder"/Foto: Reuters
Redação
Escrito por Redação

A seleção brasileira inicia, daqui a pouco, às 18h30(de Brasília), no estádio municipal de Concepción (Chile), sua disputa mata-mata para chegar à decisão da Copa América. Classificado como líder do grupo C, após uma campanha irregular na primeira fase, o time de Dunga encara o Paraguai no duelo que vale uma vaga na semifinal contra a Argentina, no próximo dia 30.
E o treinador brasileiro terá um velho conhecido do outro lado. Mais que parceiro de clube durante anos no futebol italiano, Ramón Díaz é amigo íntimo de Dunga. “É um grande parceiro, uma pessoa especial. Já tivemos bons jantares juntos, bebemos bons vinhos”, revelou o treinador do Brasil.

E Dunga não quer saber de aliviar o lado do amigo. Até porque a decisão deste sábado vale bem mais que a vaga na semifinal da competição. Uma vitória no duelo em Concepción irá salvar o craque Neymar de perder os dois primeiros jogos da seleção nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

Suspenso por quatro jogos após confusão no jogo contra a Colômbia, o jogador escaparia da punição em outros torneio, já que o Brasil fará pelo menos mais dois jogos na Copa América – semifinal contra a Argentina e disputa de terceiro lugar ou final. Neymar já cumpriu outra partida da sanção.

No duelo contra os paraguaios, Dunga pode, pela primeira vez desde que iniciou a preparação para o torneio, repetir uma escalação. Após ver a equipe se comportar bem sem Neymar no duelo contra a Venezuela, a tendência é que o técnico não faça grandes alterações. A definição, no entanto, será revelada apenas momentos antes de a bola rolar.

Campeão em 2007, na última edição que disputou da Copa América, Dunga terá, ao lado dos jogadores, a missão de não repetir o fracasso de 2011, quando a seleção, então comandada por Mano Menezes, caiu justamente para o Paraguai nas quartas de final

“Vejo esse grupo muito preparado. O momento é outro. Temos outra Copa América, outros jogadores. Acredito que nada vai influenciar o resultado de amanhã”, analisou o lateral Filipe Luis.

Do lado paraguaio, o amigo Ramón Díaz tenta consolidar um trabalho de renovação após a última colocação nas últimas eliminatórias. Vice-campeão em 2011 após eliminar o Brasil, os jogadores sabem que o momento agora é outro, mas não descartam uma surpresa.

“Temos que respeitar, mas não temer. As duas seleções têm condições iguais”, disse o lateral Píris, dando ainda a receita para superar o adversário. “Precisamos pressioná-los desde o início e não dar espaços”.

Além da marcação, os paraguaios esperam aproveitar a média de altura mais elevada para surpreender os brasileiros nos jogos aéreos e manter o bom retrospecto em confrontos recentes. Nas últimas 11 partidas, os “guaranis” foram derrotados apenas uma vez – foram cinco vitórias e cinco empates.

Com Ortigoza machucado, a única dúvida de Ramón Días é no ataque. A tendência é que Roque Santa Cruz atue com titular, deixando Lucas Barrios no banco de reservas.

BRASIL x PARAGUAI

Data e hora: 27/06/2015 (sábado), às 18h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Municipal Ester Roa Rebolledo, em Concepción (Chile)
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Auxiliares: Mauricio Espinosa e Carlos Pastorino (ambos do Uruguai)

Brasil
Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luis; Fernandinho, Elias, Willian e Philipe Coutinho; Robinho e Roberto Firmino
Técnico: Dunga

Paraguai
Justo Villar; Valdez, Aguilar, Paulo da Silva e Iván Píris; Aranda, Victor Cáceres, González e Benítez; Nelson Haedo Valdez e Roque Santa Cruz (Lucas Barrios)
Técnico: Ramón Díaz

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.