Amazonas Cidades

Dupla é presa com aproximadamente 15 kg de drogas, na zona Sul de Manaus

Antonio Silvino e Diego Velasquez, presos com drogas/Foto: Erlon Rodrigues
Antonio Silvino e Diego Velasquez, presos com drogas/Foto: Erlon Rodrigues
Redação
Escrito por Redação

Equipe do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil do AM prendeu, em flagrante, na tarde de hoje, segunda-feira (30), por volta das 17h00, Antônio Silvino Fernandes da Silva e Diego Velasquez de Souza Rocha, ambos de 30 anos, envolvidos com o tráfico de drogas na capital, com os quais foram apreendidos, aproximadamente, 15 quilos de substâncias entorpecentes, entre oxi, pasta base de cocaína e cocaína pura.
De acordo com o diretor do Denarc, delegado Samir Freire, as prisões ocorreram em um laboratório de drogas situado na Rua Dois do bairro Petrópolis, zona Sul. Conforme a autoridade policial, as investigações sobre o caso tiveram início há 15 dias, após o recebimento de denúncias anônimas informando a comercialização e preparo de drogas no local.

“Montamos campana no lugar indicado durante alguns dias e observamos a movimentação dos infratores. Hoje conseguimos efetuar o flagrante. Com Antônio e Diego foram encontrados cerca de 15 quilos de substâncias entorpecentes, entre oxi, pasta base de cocaína e cocaína. Também apreendemos no imóvel quatro balanças de precisão, um celular e material para refino e preparo das drogas”, declarou Samir Freire.

O diretor do Denarc informou ainda que no local foram encontrados petrechos, como liquidificadores, embalagens plásticas, solução de bateria, dentre outros materiais utilizados no preparo das substâncias ilícitas.   Durante consulta ao sistema de dados da instituição a equipe da unidade constatou que Diego já tinha passagem pela polícia por roubo.

Antônio e Diego foram autuados, em flagrante, por tráfico de drogas, associação para o tráfico e petrechos. Após os procedimentos legais, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.