Amazonas Cidades

Dupla envolvida em latrocínio, presa em Itacoatiara

Dheimerson e Rafael, presos, em Itacoatiara/Foto: Assessoria
Dheimerson e Rafael, presos, em Itacoatiara/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

A equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Itacoatiara, em conjunto com policiais civis lotados na Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob o comando do delegado, Lázaro Mendes Neto, realizou ao longo da semana passada, as prisões de Dheimerson Freire de Aguiar, de 27, e Rafael Pereira Silva, de 23 anos, envolvidos em latrocínio ocorrido no dia 12 de fevereiro deste ano, em Itacoatiara.
De acordo com a autoridade policial, o crime aconteceu no momento em que Ramon de Oliveira Alves, que tinha 39 anos,  estava chegando com a mãe dele, Cleonice de Oliveira Alves, 69, e a doméstica Maria Sebastiana Marques dos Anjos, 42, na casa onde ele morava com a idosa, quando foi abordado por Rafael e mais outras duas pessoas, até o momento não identificadas.

“Rafael se aproveitou que o trio chegava na casa e roubou o celular da doméstica e a trancou no quintal. Em seguida, o infrator agrediu Cleonice com coronhadas. Depois de machucar a mulher, o infrator atirou na cabeça de Ramon e fugiu do local dos crimes com a ajuda de Dheimerson, que o aguardava do lado de fora do imóvel em um carro da montadora Chevrolet, modelo S10”, explicou Lázaro.

Em depoimento, Cleonice e Maria Sebastiana afirmaram que Rafael agiu em companhia de outras duas pessoas dentro da casa, mas que somente o rapaz teria agido de forma agressiva com as vítimas. Conforme a autoridade policial, Ramon ainda chegou a ser socorrido. Ele foi levado para uma unidade hospitalar daquele município, mas não resistiu ao ferimento e foi a óbito minutos depois de dar entrada no local.

Dheimerson, que é conhecido como “Braço de ferro”, foi preso na última quarta-feira, dia 2, na Rua Calcutá do bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus, em cumprimento a mandado de prisão por latrocínio, expedido no dia 24 de fevereiro deste ano, pela juíza da 1ª Vara Cível e Criminal da Comarca de Itacoatiara, Dinah Câmara Fernandes de Souza.

“Chegamos até ele porque o carro utilizado na fuga dos infratores no dia 12 de fevereiro pertencia a Dheimerson e foi identificado por meio de imagens captadas pelas câmeras de segurança instaladas em uma estrada nas proximidades do lugar onde ocorreu o latrocínio. No dia em que foi preso, em Manaus, ele conduzia um carro modelo Polo Sedan, de cor preta, e estava com os vidros abertos”, disse Lázaro.

Rafael foi preso na manhã de quinta-feira, dia 3, na Rua Jordão, bairro Nossa Senhora de Fátima, zona Norte de Manaus, após o recebimento de denúncias anônimas. “Descobrimos o envolvimento de Rafael no crime após cruzarmos informações com características físicas das pessoas que faziam parte do grupo de Dheimerson”, esclareceu o delegado titular da DIP de Itacoatiara.

Segundo os policiais que participaram das diligências, Rafael confessou participação no crime, mas negou ter atirado na vítima. O mandado de prisão em nome dele foi expedido na quinta-feira, dia 3, pela juíza da 1ª Vara Cível e Criminal da Comarca de Itacoatiara, Dinah Câmara Fernandes de Souza. O jovem foi indiciado por latrocínio e, ao término dos procedimentos legais, ele e Dheimerson foram encaminhados para a Unidade Prisional de Itacoatiara, onde irão aguardar decisão da Justiça.

A autoridade policial ressaltou que as prisões só foram possíveis em função do trabalho em conjunto realizado por policiais da Seai, DEHS e 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Itacoatiara. “Daremos continuidade às investigações porque suspeitamos que a dupla presa faça parte de uma quadrilha especializada em roubos na capital e também esteja envolvida com o tráfico de drogas em Manaus”, adiantou Lázaro.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.