Mundo

Duplo descarrilamento de trens deixa pelo menos 27 mortos na Índia

Trilhos molhados provocaram o acidente/Foto: AFP
Redação
Escrito por Redação

Pelo menos 27 pessoas morreram nesta terça-feira na região central da Índia no descarrilamento de dois trens que foram surpreendidos pela súbita cheia de um rio, anunciaram as autoridades locais.
As equipes de emergência procuraram durante toda a noite por pessoas presas nos vagões, que seguiam em sentidos opostas quando partes dos vagões descarrilaram perto da localidade de Harda, no estado de Madhya Pradesh.

Quase 300 pessoas foram resgatadas depois que os trens descarrilaram com poucos minutos de diferença, por volta das 23H30 locais, anunciaram a polícia e outras autoridades.

“Vinte e sete pessoas morreram no acidente”, disse à AFP M.S Gupta, chefe da polícia ferroviária do estado.

“Todos os vagões foram esvaziados e os corpos foram retirados”, completou.

Pelo menos 25 pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas. Apesar do grande acidente, os vagões não caíram no rio, segundo fontes oficiais.

Ao que parece, um dos trens, procedente da capital econômica do país, Mumbai, foi surpreendido por uma cheia repentina do rio Machak. Os quatro ou cinco vagões posteriores descarrilaram, informou o porta-voz do ministério de Redes Ferroviárias, Anil Saxena, à imprensa.

O outro trem de passageiros, que seguia de Patna (leste) para Mumbai, também foi afetado pela cheia do rio. A locomotiva e os dois ou três primeiros vagões descarrilaram, segundo o porta-voz.

As imagens exibidas pelos canais de televisão mostram os vagões tombados em um terreno repleto de barro.

“Eu estava dormindo e, de repente, senti uma sacudida. Acordei e vi que todos os passageiros estavam gritando e correndo”, afirmou Manoj Mongi, um dos passageiros, ao site do jornal Hindustan Times.

“Eu saí e vi três mulheres flutuando, mas não consegui salvá-las”, lamentou.

Várias regiões do país foram afetadas pelas chuvas de monção nas últimas semanas, fenômeno que provocou a morte de 180 pessoas e inundou vastas áreas nas regiões oeste e leste da Índia.

O governo ordenou uma investigação sobre as causas do acidente, ao mesmo tempo que primeiro-ministro Narendra Modi expresso tristeza com a perda de tantas vidas.

“As autoridades estão trabalhando no local da tragédia. Estamos monitorando a situação de perto”, escreveu Modi em sua conta no Twitter.

A rede ferroviária da Índia, uma das maiores do planeta, é a principal forma de percorrer longas distâncias no gigantesco país, mas recebe pouco financiamento, o que provoca muitos acidentes fatais.(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.