Política

“É o estilo de FHC fazer tudo sorrateiramente e posar de bom moço”, diz Mirian

Redação
Escrito por Redação

Após mais de 30 anos sem aparecer nos meios de comunicação ou dar entrevistas, a ex-jornalista da TV Globo, Miran Dutra, resolveu quebrar o silêncio. Alvo de polêmicas por ter mantido, por mais de 6 anos, um relacionamento extraconjugal com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Mirian revelou à revista BrazilcomZque foi “congelada” na emissora por conta de sua relação e do filho que supostamente teve com FHC e que manteve um “autoexílio” para não atrapalhar na reeleição do ex-presidente.

“Na verdade ele queria a reeleição.

Naquele momento, se eu fosse para o Brasil, iria complicar muito a coisa. A minha história é a seguinte: eu não tinha nenhum contato mais com ele, mas queria me proteger e proteger os meus filhos. Como jornalista, morando em Brasília, eu sabia que, no momento em que eu colocasse os meus filhos na escola, iria ser uma perseguição. E não era justo. Não era justo para eles nem para mim viver aquilo”, disse.

Querendo que as pessoas “saibam a verdade”, Mirian, que teve o contrato encerrado com a Globo em dezembro do ano passado, falou sobre algumas características de FHC que ficaram evidentes em episódios pontuais, como quando fez questão de tornar público, em 2011, o exame de DNA que, supostamente, “prova” que Tomás Dutra Schmidt não é seu filho.

“Ele [FHC] divulgou. Ele fez questão de divulgar um assunto que nunca foi público. Então, resultado: isso só me prejudicou, prejudicou profundamente o Tomás, que, para um menino de 20 anos, fazer uma coisa dessas foi muito feio, o traumatizou sorrateiramente. É o estilo dele, fazer tudo sorrateiramente e posar de bom moço”, disparou.

Para ela, que até hoje não acredita na veracidade do exame – apesar de não reivindicar a paternidade do FHC -, o ex-presidente “mudou muito depois que foi para o poder”. “Quando eu o conheci, vi o homem, não o político”, explicou.

Entre outros pontos altos da entrevista, está o momento em que Mirian revela que foi forçada pelo ex-presidente a dizer, em entrevista a Veja, que um biólogo, na verdade, era o pai do seu filho.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.