Amazonas Formal & Informal

Eduardo Braga “sumiu” dos programas de TV de Arthur Neto

O prefeito Arthur Neto amarga queda nas pesquisas e aumento da rejeição.
Redação
Escrito por Redação

Os programas eleitorais da campanha de reeleição do prefeito escondem escandalosamente o senador Eduardo Braga (PMDB), que fechou aliança para indicar Marcos Rotta (PMDB) a candidato a vice, numa jogada que desagradou a população e até, a aliados do prefeito.

Antes inimigos ferrenhos, hoje Braga e Artur têm dificuldade para explicar a estranha união. E o resultado já aparece nas pesquisas eleitorais: Artur já é campeão em rejeição, superando inclusive Serafim Correa.

O percentual de intenções de votos do prefeito cai a cada nova pesquisa e, para evitar mais prejuízos à sua campanha, Artur rifou Braga de seu programa eleitoral. Há uma semana no ar, com a propaganda eleitoral, Braga ainda não apareceu uma única vez e, pelo que parece, vai continuar sumido.

Quem está se beneficiando da situação é Marcelo Ramos, candidato da coligação “Mudança para Transformar”, que vem registrando crescimento constante em todas as pesquisas e venceria Artur num embate no segundo turno.

Na quinta-feira (01), o portal BNC publicou uma terceira pesquisa da empresa Pontual, registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) com o número 04533/2016, no dia 23 de agosto, que colocou Artur Neto com 27,59% das intenções de voto; Marcelo Ramos vem com 14,35%. A pesquisa da Pontual mostra que no segundo turno o candidato Marcelo Ramos ganha a eleição com 37,6% numa disputa contra o prefeito Artur Neto, que teria 35,7% das intenções de voto.

O cenário é de queda crescente de Artur Neto ao longo das pesquisas. Na primeira, da Pontual, em 2 de agosto, Artur Neto aparecia com 28,4%; na segunda pesquisa subiu para 30,65%, porém agora aparece com 3 pontos percentuais a menos, 27,59%. Já Marcelo Ramos aparece crescendo. Tinha na primeira rodada 10,1%, foi a 13% e agora atinge 14,3% das intenções de votos.

O prefeito Arthur Neto amarga queda nas pesquisas e aumento da rejeição.

O prefeito Arthur Neto amarga queda nas pesquisas e aumento da rejeição.

A crise

O desaparecimento de Braga das chamadas de televisão e das caminhadas da campanha de reeleição do prefeito Artur já começou a fazer barulho nas redes sociais e nas conversas de feira. Figura carimbada do PMDB, o secretário do partido, Miguel Capobiango, tem sido visto diariamente na sede municipal do PMDB.

Fontes dos dois grupos são categóricos em dizer que o tucano está segurando o aparecimento de Braga para evitar a antipatia do eleitorado. Nas redes sócias estão compartilhando um vídeo onde Artur Neto chama Eduardo Braga de responsável por segurar verba no Governo Federal e atrapalhar a Prefeitura de Manaus.

“Eu não sei falar com meias palavras. O senador Eduardo Braga, que é uma figura altamente destrutiva, o tempo inteiro colocava o dedo no suspiro para que não viesse recursos aqui para Manaus. É bom dá nome aos bois”, disse Artur ao Portal do Holanda. O tucano vai além e chega a dizer que, se a ex-presidente Dilma ainda estivesse no cargo, “Eduardo Braga iria fazer ela atrasar”, se referindo ao repasse de verbas.

“O que o prefeito está tentando esconder é o inevitável. O senador Eduardo Braga não tem mais o mesmo prestígio dos eleitores de Manaus. A crise da ex-presidente Dilma e a posição de Braga em favor do Governo Federal e contra a Prefeitura de Manaus são de conhecimento de todos. Então, o prefeito está buscando esconder o senador”, diz uma fonte da Compensa.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.