Amazonas Formal & Informal

Em 3 vídeos, advogado é acusado de mandar no dinheiro de Sindicato

Advogado Amadeu Maués (de banco), discutindo com o diretor Pantoja.
Redação
Escrito por Redação

O que tinha sido agendado para ser uma reunião de diretoria do Sindicato dos Transportes de Cargas do Amazonas (Sindicargas), se transformou em uma rinha de disputa de posições internas dentro da estrutura do Sindicato e, do tamanho do bolo dividido entre o presidente, diretores e o advogado Amadeu Maués. Nas três gravações, ele se auto intitula o dono da estrutura administrativa e financeira da entidade trabalhista e das decisões da presidência.

Amadeu Maués foi contratado pelo presidente do Sindicargas, Carlos Gonzaga, teoricamente para defender os direitos dos trabalhadores junto à classe patronal, mas esse não é o papel que vem desempenhando desde então. Na fragilidade e na apatia do presidente e diante dos interesses financeiros de parte da diretoria, Maués domina a presidência e todas as decisões, principalmente, em se tratando de dinheiro. Ele é acusado por diretores de embolsar impostos sindicais arrecadados e dinheiro destinado à saúde do trabalhador.

No “lava roupa”, para saber quem ficou com o dinheiro da categoria de 2005 para cá, um dos diretores citado como Pantoja, disse que o que se fala largamente nos corredores do Sindicato e, no seio da categoria, é que o presidente Carlos Gonzaga arrecada o dinheiro e passa para o “doutor” e que o presidente presta contas do gastos e do arrecadado ao advogado. Verdade ou não, esse assunto tem gerado muitas discussões e desconfiança entre membros da diretoria do Sindicato.

Aos grito no “meio da roda”, não respeitando sequer os associados que estavam em uma sala ao lado, Amadeu Maués garante que vai “demitir” diretores que não rezam na sua cartilha. Alguns diretores sequer abrem a boca para contrapor a fala do advogado, que continua ameaçando o único diretor, Pantoja, de demissão, caso esse insista com a “ideia absurda” de chamar eleição para compor uma nova presidência, com menos vícios e com mais respeito ao dinheiro dos trabalhadores, mesmo depois de o mandato já ter vencido desde o início de 2015.

O advogado Amadeu Maués é temido no meio sindical do Amazonas pela “facilidade” com que consegue liminares para derrubar diretorias eleitas por categorias trabalhistas no Estado. O seu alvo, são sindicatos grandes, ou que tenham uma boa arrecadação embutida no processo. Exímio elaborador de peças para destituir diretorias, ele tem sido visto como um ser nocivo para as representações sindicais no Estado. A última ação do advogado, aconteceu no Sindicato dos vigilantes, no início do mês, quando chegou com uma liminar debaixo do braço e derrubou a diretoria eleita legitimamente pelo voto da categoria. Como ele consegue isso, até agora ninguém conseguiu provar.

Os detalhes das ações e a influência que ele exerce no Sindicargas, estão todas contidas nos vídeos, retirados de uma câmara de vigilância caída no chão, mas que registrou todo o triste episódio que ofende a imagem do Sindicato diante dos associados e da população do Estado.

Assistam aos vídeos, são repugnantes, revoltante:

Discursão no Sindicargas 1

 

Discursão no Sindicargas 2

 

Discursão no Sindicargas 3

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.