Amazonas Esportes

Em Fortaleza, Brasil joga pressionado e Dunga quer evitar vexame e crise

Dunga quer evitar outro vexame, em Fortaleza/Foto: Mowa Press
Redação
Escrito por Redação

A Seleção Brasileira não empolgou Fortaleza. Nos dias em que passou na capital cearense, o time teve pouco apoio, e chegou a treinar em silêncio, mesmo abrindo os portões, diante de 50 pessoas no Estádio Presidente Vargas, e é nesse cenário de pressão, até onde sempre foi bem recebida, que a equipe de Dunga entra em campo a partir das 22h00( de Brasília), de hoje, terça-feira (13), no Castelão, contra a Venezuela, pela 2ª rodada das Eliminatórias da Copa.
Não foi à toa que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) escolheu Fortaleza e Salvador como as duas primeiras sedes para as partidas com mando do Brasil na busca por uma vaga na Rússia em 2018. O problema que nem a entidade esperava é que o antigo remédio parece não surtir mais efeito.

O discurso na seleção é de fazer gol o mais rápido possível para evitar vaias dos torcedores que deverão lotar o palco da última vitória brasileira na Copa antes do vexame do 7 a 1 para a Alemanha, no Mineirão. Esse tipo de fala sempre foi comum quando o time de verde e amarelo jogava em outras capitais como São Paulo e Rio de Janeiro.

Vencer a Venezuela significa evitar um vexame histórico de ser derrotado para um tradicional saco de pancadas nas Eliminatórias. Além disso, também deixa Dunga menos pressionado para seguir seu trabalho. Depois da derrota por 2 a 0 para o Chile na estreia, na quinta-feira (8), ir para Buenos Aires em novembro e enfrentar a Argentina sem os três pontos poderia significar colocar o emprego em jogo logo na 3ª rodada da competição.

Para tentar mudar o ritmo da seleção, Dunga deve promover duas mudanças. Filipe Luís entrará no lugar de Marcelo para dar mais liberdade para as subidas de Elias. Lucas Lima ocupará o posto de Oscar para dar mais agilidade à troca de bolas no meio-campo, dando velocidade para as bolas que saem do meio e acionam Willian e Douglas Costa pelos cantos do gramado. Até mesmo Lucas, do PSG, chegou a ser testado no posto de Willian para uma eventualidade.

Do outro lado, a Venezuela vem de derrota na estreia para o Paraguai, apesar de ter jogado melhor. Por causa disso, há a esperança de uma vitória histórica para a Vinotinto. Já imaginou ouvir um venezuelano falar que vê como real a possibilidade de vencer o Brasil jogando em solo brasileiro?

“É uma boa oportunidade. Brasil não está no nível que todos nós conhecemos e creio que teremos uma boa chance. Penso que tudo é possível e sempre tenho essa mentalidade positiva. Para mim, tudo é possível. Por isso, os três pontos contra o Brasil são possíveis de serem alcançados”, disse o meia-atacante Christian Santos.

No último encontro entre as seleções, o Brasil teve dificuldades para vencer por 2 a 1 na Copa América.

FICHA TÉCNICA

BRASIL X VENEZUELA

Data: 13 de outubro de 2015, terça-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Darío Ubriaco (Uruguai)
Assistentes: Carlos Pastorino e Nicolás Tarán (ambos do Uruguai)

BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Filipe Luís; Elias, Luiz Gustavo e Lucas Lima; Willian, Douglas Costa e Hulk
Técnico: Dunga

VENEZUELA: Baroja; Rosales, Vizcarondo, Cichero e Rincón; Lucena, Cesar González, Seijas (Christian Santos) e Rondón; Falcón e Jeffren
Técnico: Noel Sanvicente

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.