Cidades

Em Manaus, irmãos são presos por matar auxiliar de padaria após investigação

Redação
Escrito por Redação

Suspeitos de serem os autores do assassinato do auxiliar de padaria João Isac Ismael da Silva, de 26 anos, ocorrido no dia 18 de junho deste ano, no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus, os irmãos Daniel da Silva Brandão, o ‘Beyblade’, de 18 anos, e Valdo da Silva Brandão, conhecido como ‘Lobão’, de 24 anos, foram apresentados à imprensa na manhã desta quinta-feira (14), no prédio da Delegacia Geral da Polícia Civil.

De acordo com a autoridade policial, os irmãos foram presos pela equipe da DEHS na manhã da última terça-feira (12), por volta das 6h30, na casa onde moravam, situada na Rua Leopardo, bairro Cidade de Deus. O fato ocorreu em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido no dia 5 de julho deste ano, pela juíza Luiza Cristina Nascimento da Costa Marques, da Vara de Execuções de Medidas e Penas Alternativas (Vemepa).

“Nossas investigações acerca do caso duraram exatamente 20 dias e em seguida representamos pela prisão preventiva dos dois. Na última terça-feira (12), durante depoimento, no prédio da especializada, Valdo e Daniel confessaram que cometeram o crime, falaram sobre a motivação do delito e relataram como praticaram o homicídio”, declarou o delegado Luiz Rocha.

 

Valdo e Daniel confessaram que cometeram o crime - fotos: divulgação / Polícia Civil


Valdo e Daniel confessaram que cometeram o crime – fotos: divulgação / Polícia Civil

Conforme o delegado, Daniel afirmou que na madrugada do dia em que o crime aconteceu, ele estava em um bar localizado no mesmo bairro onde foi preso e a vítima teria passado a mão nas partes íntimas do infrator. Daniel teria ficado incomodado com o comportamento de João, que teria, ainda, tentado chamar a atenção do jovem jogando beijos e piscando para Daniel no local, o que acabou gerando uma discussão no estabelecimento comercial.

“Depois do desentendimento Daniel resolveu ir para casa e, durante o trajeto, percebeu que estava sendo seguido por João. Ele teria informado ao irmão, Valdo, o que havia acontecido e então decidiram se vingar da vítima. João foi alcançado pelos infratores na rua onde aconteceu o homicídio. Daniel aplicou no rapaz um golpe de estrangulamento conhecido como “mata-leão” enquanto Valdo desferiu socos e chutes. Mesmo com a vítima já desacordada os irmãos utilizaram uma perna-manca para agredir João na cabeça e, em seguida, foram para casa dormir”, relatou o delegado adjunto da DEHS.

Daniel e Valdo foram indiciados por homicídio qualificado. Na delegacia foi constatado que Valdo já tinha passagem pela polícia por envolvimento com o tráfico de drogas em 2014. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada os irmãos serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.
As informações são da assessoria

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.