Amazonas Formal & Informal

Em queda nas pesquisas, Arthur Neto promove baixaria e crime eleitoral, diz candidato

Marcelo e Josué Neto, concedem coletiva de imprensa/Foto: Assessoria
Marcelo e Josué Neto, concedem coletiva de imprensa/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação
Marcelo e Josué Neto, concedem coletiva de imprensa/Foto: Assessoria

                 Marcelo e Josué Neto, concedem coletiva de imprensa/Foto: Assessoria

Desesperado, e em queda nas pesquisas, o prefeito Arthur Neto começou a jogar nas ruas de Manaus, panfletos apócrifos, na tentativa de manchar a campanha de Marcelo Ramos. A campanha difamatória e covarde do candidato tucano só demonstra a velha prática da política que envergonha Manaus. Arthur Neto peca em repetir atos moralmente duvidosos na campanha e, também, por fugir aos debates e enfrentar seus adversários sobre a real situação da cidade de Manaus.
“Jogar panfleto apócrifo na rua é crime eleitoral. Agora o prefeito emporcalhar a cidade que governa, é duplamente reprovável do ponto de vista administrativo e moral. O prefeito envergonha a cidade que governa”, disparou o candidato a prefeito de Manaus pela coligação “Mudança para Transformar”, Marcelo Ramos, ao denunciar à imprensa, na tarde desta sexta-feira (9), o despejo de milhares de panfletos apócrifos nas ruas de Manaus.

Na manhã de sábado (10), o advogado da coligação, Francisco Martins, irá protocolizar a denúncia de crime eleitoral na Polícia Federal e de propaganda ilegal no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) contra o candidato Artur Neto.

“A cidade, desde a madrugada passada, tem sido inundada por panfletos apócrifos jogados nas ruas, claramente fruto de caixa dois e com objetivo eleitoral. Está claro pra nós que o panfleto é resultado de caixa dois da campanha do atual prefeito. A mensagem do panfleto é exatamente a mesma que a dos candidatos a vereador dele, que começaram a ser veiculadas na propaganda de TV”, afirmou Marcelo Ramos.

Marcelo Ramos foi incisivo ao afirmar que o prefeito Arthur Neto perderá as eleições por suas ações antiquadas, aéticas e confrontou o tucano para que não fuja dos debates nas emissoras de televisão.

“O prefeito vai ser derrotado, não pela vontade do Marcelo. Ele vai ser derrotado pelas práticas dele: de fugir aos debates, de emporcalhar a cidade, pela prática de não olhar nos meus olhos e me enfrentar, no que diz respeito a propostas pra cidade. Nós temos propostas e ele não tem. Eu participei dos debates, não fugi. Respondo a todos os questionamentos a que sou submetido pela imprensa e pelo prefeito, a hora que ele parar de correr dos debates”, enfatizou Marcelo Ramos.

Os panfletos desobedecem a legislação eleitoral por não apresentar qualquer identificação do CNPJ do candidato, do CNPJ da gráfica e a tiragem. Marcelo apresentou à imprensa dois sacos cheios dos panfletos recolhidos nas ruas. O material, impresso em papel couchê, um dos mais caros, será doado para instituições de reciclagem de Manaus.

...e apresentam a prova do crime eleitoral/Foto: Assessoria

…e apresentam a prova do crime eleitoral/Foto: Assessoria

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.