Cidades

Enciumado, marido mata companheira grávida a facadas, em Eirunepé

Redação
Escrito por Redação

A dona de casa Cleiciany Guimarães da Costa, 23, grávida de sete meses, foi morta a facadas pelo seu próprio companheiro Raimundo Nonato Marques de Souza, conhecido como ‘Pimpolho’, 25. O crime ocorreu por volta das 19h de quinta-feira (7), na casa de uma tia, localizada na rua 4, conjunto Padre José, no município de Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus).

De acordo com as informações de polícia, o crime foi passional. Cleiciany morreu com seis facadas, sendo atingida com uma facada no braço, duas nas costas e três no pescoço. Ela chegou a ser socorrida ao hospital do município, onde passou por cirurgias, mas não resistiu aos ferimentos. Mesmo com a intervenção médica não foi possível salvar o bebê.

Antes do crime, uma guarnição da Polícia Militar foi até a residência do casal, depois de denúncias anônimas pelo 190 sobre uma briga entre Cleiciany e ‘Pimpolho’. Cleiciany disse aos policiais militares que não havia nenhum desentendimento ou briga.

Depois da presença dos policiais militares, Cleiciany foi para a casa de uma tia, próximo onde morava. ‘Pimpolho’ foi ao local e, em seguida, saíram juntos. Minutos depois, ela retornou pedindo por socorro já ferida pelos golpes de faca. ‘Pimpolho’, invadiu a casa e desferiu mais três golpes no pescoço de Cleiciany.

Policiais civis e militares realizaram buscas para prender ‘Pimpolho’, mas não foi encontrado. Segundo a polícia, ‘Pimpolho’ é usuário de drogas e possui uma extensa ficha criminal por tentativa de homicídio, incêndio criminoso e outros crimes.

Antecedentes

Consta no relatório de polícia, que Raimundo Nonato, o ‘Pimpolho’, cumpriu pena por tentativa de homicídio, mas um alvará de soltura concedido pela Justiça o deixou em liberdade. No dia seguinte, ele ateou fogo na casa da própria mãe.

No sábado (2), ‘Pimpolho’ foi detido por portar uma arma branca, tipo de punhal, nas dependências de um clube de festas do município. Ele deixou a carceragem na segunda-feira (4), vindo a assassinar a companheira dele, a golpes de faca na noite de quinta-feira (7).

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.