Amazonas Política

Encontro estadual reúne pescadores do AM para assinatura de Acordo com o INSS

Pescadores podem ficar fora do seguro defeso/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Este ano, cerca de 30 mil pescadores de 29 municípios do Amazonas podem ficar sem o benefício o seguro-defeso, que garante renda de um salário mínimo por quatro meses, às famílias dos pescadores, durante a proibição de algumas espécies de peixes.
Para tratar sobre esse e outros assuntos relevantes à categoria, presidentes de Colônias de Pescadores de todo o Amazonas estão reunidos hoje (28), em Manaus, para tratar de assuntos ligados aos mais de 70 mil pescadores do Amazonas, entre os quais, a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT),  entre a Confederação Nacional e o INSS.

A reunião, segundo o presidente da Federação os Pescadores do Estado do Amazonas e Roraima, Walzenir Falcão, também, vai abordar a não inclusão de 29 municípios que ficaram fora do seguro-defeso.

A portaria 048 que garante o benefício, tem sete anos, mas este ano, pode deixar de pagar o seguro-defeso a mais de 30 mil pescadores.

Além das Colônias, participam da reunião, representantes do Ibama, da Superintendência da Pesca no Amazonas e o gerente executivo do INSS no Amazonas.

Na oportunidade o presidente da federação dará uma entrevista coletiva para falar sobre esses e outros assuntos pertinentes ao segmento.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.