Amazonas Cidades

Envolvido em assalto a banco em Iranduba, apresentado à imprensa

Empresário Herculano Martins, o Padeiro(C)/Foto: Sérgio Augusto(PC-Am)
Redação
Escrito por Redação

O empresário Herculano Martins Alves, o ‘Padeiro’, de 39 anos, foi apresentado ontem (30), pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), durante a coletiva de imprensa. Ele é apontado pela polícia como um dos seis envolvidos em roubo a uma agência bancária do município de Iranduba, distante 27 quilômetros de Manaus, fato ocorrido no dia 29 de maio deste ano.
O delegado titular, em exercício, da Derfd, Denis Pinho, informou que o empresário cearense foi preso no dia 5 de setembro passado, por policiais civis do Estado do Ceará, no município de Morada Nova, no interior do Estado, onde ele residia e possuía uma panificadora.

Após a prisão e os trâmites legais da Justiça cearense, Herculano desembarcou no aeroporto internacional Eduardo Gomes, na zona Oeste da capital amazonense na madrugada de sexta-feira (27), por volta de meia-noite.

O delegado afirmou que Herculano é acintoso na prática de roubos às agências bancárias, além de possuir diversas passagens por outros crimes.

“Em 2010, Herculano cometeu 29 roubos a bancos na região Nordeste. Ele era membro de uma quadrilha. Além disso, coleciona passagens por receptação e porte ilegal de arma de fogo”, explicou o delegado.

Roubo

No dia 28 de maio, Herculano e mais cinco comparsas que já se encontram presos, planejaram o seqüestro de dois funcionários, sendo o vigilante e o gerente, após o expediente. Segundo o delegado, o bando já estava monitorando a rotina na agência bancária. Em seguida, a quadrilha foi para a casa do gerente, localizada na Cidade Nova, zona Norte da cidade, onde mantiveram a familiares como reféns. No dia seguinte, efetuaram o roubo no banco.

Conforme o delegado, na manhã do crime, quatro membros do bando levaram o gerente e o vigilante até o banco, utilizando o carro pertencente ao bancário. Na ocasião, os assaltantes sacaram a quantia de R$ 37 mil e fizeram outros funcionários e clientes reféns. Enquanto isso, Herculano e outro comparsa mantinham sob ameaças a família do gerente.

“Durante a fuga, o bando utilizou o carro do gerente novamente, em seguida, incendiaram o veículo”, acrescentou o delegado Denis Pinho.

Investigações

A equipe da Derfd, em conjunto com policiais civis da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba iniciou as investigações com a parceria da Polícia Civil do Ceará, efetuando as prisões de quatro envolvidos simultaneamente no dia 20 de julho deste ano.

Rosivaldo Ferreira Barros, o ‘Magrelo’, 36 anos, e Iran Santana da Silva, 40 anos, foram presos na capital amazonense. Pedro Gomes da Silva Filho, conhecido como o ‘Pedro das Vacas’, 54 anos, apontado como líder da quadrilha, e Lerivelton Maia Silva, 47, foram presos nos municípios de Itaitinga e Quixadá, no interior do Ceará. Já o sexto integrante identificado ainda não foi preso.

A quadrilha agia em diferentes Estados do Brasil, entre eles, Amazonas, Ceará, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

A prisão

Herculano foi preso durante o cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido no dia 12 de agosto deste ano, pelo juiz da 1ª Vara de Iranduba, Josenildo Dourado do Nascimento.

Durante a coletiva de imprensa, Herculano confirmou a participação no crime, mas disse estar arrependido. Segundo ele, veio visitar o irmão em Manaus, quando Lerivelton o convidou para participar do roubo.

“Eu fiquei com a quantia de R$ 25 mil. Depois utilizei a grana na compra de bebidas, divertimento com prostitutas e outras ‘maneiras erradas’, como ‘drogas’. Estou ciente do que fiz durante a minha participação, mas confesso estar arrependido”, disse Herculano.

Após os procedimentos legais de polícia, Herculano foi indiciado por crimes de roubo e seqüestro e encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, onde ficará a disposição da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.