Amazonas Economia

Especialista orienta contribuintes a entregar declaração de Imposto de Renda

Professor João Dantas, orienta contribuintes, gratuitamente/Foto: Assessoria
Professor João Dantas, orienta contribuintes, gratuitamente/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

A menos de uma semana do prazo final para entrega da declaração de Imposto de Renda 2016 (IR), quase 50% dos contribuintes no Amazonas, ainda não registraram as informações no programa da Receita Federal. Mesmo que todos os dados não estejam completos, a orientação de especialistas é para que o documento seja feito e enviado no prazo, ou seja, até o dia 29 de abril, a fim de evitar o pagamento de multa.
Segundo a Receita Federal, 168.950 (51,3%) declarações foram enviadas no Amazonas. O prazo para entrega do imposto de renda 2016 encerra-se em 29 de abril, e ao todo, 329 mil declarações são aguardadas em todo o Estado.

De acordo com o professor do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Martha Falcão-DeVry, João Dantas, é possível retificar as informações após a entrega da declaração, mesmo que depois do prazo, sem incidência de multa. “Transmitir a declaração que será retificada posteriormente, evita o pagamento de multa por não entregar no prazo, que pode chegar até 20% do valor devido”, afirmou. A multa mínima prevista para o atraso é de R$ 165,74.

Ainda de acordo com o professor, um dos exemplos é para o caso de omissão de receita, ou seja, deixar de declarar alguma fonte de rendimento. “Neste caso, o contribuinte vai fazer nova apuração e pagar a diferença do imposto devido, com as devidas correções”, completou.

A Receita informa que o prazo máximo para retificar a declaração são cinco anos, caso não haja nenhuma investigação relativa a mesma. Fazer a retificadora é a saída para o contribuinte não cair na malha fina. Informações divergentes dos recibos sobre despesas médicas e omissão dos rendimentos de dependentes sobre o recebimento da pensão alimentícia estão entre as principais causas que levaram o contribuinte a cair na malha.

Auxílio gratuito

Os contribuintes que ainda não fizeram a Declaração do Imposto de Renda 2016 (IR) poderão contar com o auxílio dos alunos do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Martha Falcão | DeVry nestes últimos dias de prazo.  Com atendimento gratuito de 14h às 18h, durante a semana, é preciso levar 1kg de alimento não perecível ou uma lata de leite em pó para doação, já que de trata de um projeto social da faculdade.

Durante o atendimento, os alunos, orientados pelo professor, analisam que tipo de declaração mais indicada em cada caso (simplificada e completa), e operacionalizam o sistema da Receita Federal.

Para o preenchimento do documento, o contribuinte deve levar RG, CPF, informe dos rendimentos (Cédula C), comprovantes de endereço e pagamentos, recibos, notas fiscais de despesas dedutíveis como desembolsos médicos, gastos com educação (creche, educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, curso superior, cursos de especialização e profissionalizantes), pensão alimentícia e contribuição à previdência privada ou complementar (inclusive de empregados domésticos), entre outros.

Devem declarar o Imposto de Renda as pessoas físicas que tiveram rendimentos superiores a R$ 28.123,91 em 2015 ou que tiveram rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados superiores a R$ 40 mil.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.