Amazonas Cultura

Espetáculo relembra músicas espanholas de sucesso, no Teatro Amazonas

Orquestra de violões e as músicas espanholas/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Orquestra de violões e as músicas espanholas/Foto: Divulgação

                     Orquestra de violões e as músicas espanholas/Foto: Divulgação

Se falarmos no grupo de ciganos Gipsy Kings, talvez você não reconheça de primeira, mas, se citarmos o refrão “Bamboleo, bambolea; Porque mi vida e yo la prefiero vivir así”, com certeza você já deve ter ouvido essa canção em algum lugar, e leu a frase lembrando até do ritmo.
Nessa pegada, o espetáculo “Cuando La Noche Toca Nuestra Piel” resgata os maiores sucessos da língua espanhola, na próxima terça-feira (27), às 20h, no palco do Teatro Amazonas, com entrada gratuita,  evento que será apresentado pela união da Orquestra de Violões do Amazonas, o Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas e o Madrigal da Casa de Música Ivete Ibiapina.

O repertório vem recheado de grandes sucessos da música espanhola, de ritmos que passam do romântico aos mais dançantes, como salsa e bolero. Além de “Bamboleo”, o público confere ainda “Corazón Partio”, de Alejandro Sanz, “Bésame Mucho”, de Consuelo Velásquez, e “Quizás, Quizás, Quizás”, do cubano Osvaldo Farrés.

Sobre a Orquestra de Violões do Amazonas, o maestro Davi Nunes revela que eles tocarão arranjos próprios, criados há cerca de quatro meses, por Adonai Reis – músico da OVAM há quatro anos. “Ao todo, nossa preparação soma cerca de dois meses, afinal, são canções interessantes e que merecem o nosso empenho. Por isso o espetáculo vai contar com o Coral e o Balé Experimental, que vão dar um toque a mais na noite”, disse.

“A proposta é de levar ao público músicas espanholas, mas que são muito conhecidas aqui no Brasil. Algumas delas ganharam até versões em português. Assim, estaremos unindo as duas nações através da música”, completou.

Noite dos talentos

Além dos corpos artísticos do Amazonas, o espetáculo “Cuando La Noche Toca Nuestra Piel” vai contar ainda com as participações da pianista Irina Kazak e a violinista Bárbara Soares, ambas da Orquestra Amazonas Filarmônica. Responsáveis por solar uma música cada, as musicistas preparam ainda uma performance especial, que o público confere somente no espetáculo.

Maestrina e professora de técnica vocal do Madrigal, Natalia Sakouro ressalta que a interação dos grupos dará o toque especial da noite, como forma de alusão ao contato que o Brasil tem com os povos de língua espanhola. “Já tivemos uma experiência com a Orquestra de Violões, mas esta, com certeza, será ainda melhor! Na noite, todos terão a oportunidade de mostrar os seus dons artísticos ao interpretar essas canções tão expressivas”, contou.

Além do grande público, líderes dos Consulados de países que falam a língua espanhola também foram convidados para comparecer ao evento. “Todo mundo que fala e entende o Espanhol têm que vir, e aqueles que não têm contato com a língua também! Essa será uma noite para reviver os clássicos”, finalizou Sakouro.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.