Brasil

Estados devem continuar vacinando contra gripe, diz MS

Estados devem continuar vacinando contra gripe/Foto: Eliza Fiuza
Estados devem continuar vacinando contra gripe/Foto: Eliza Fiuza
Redação
Escrito por Redação

Apesar de o Ministério da Saúde encerrar a campanha de nacional de vacinação contra a gripe, hoje, sexta-feira, a pasta recomenda aos Estados que ainda não atingiram a meta, que continuem a mobilização para que a população-alvo seja imunizada.  Até hoje, 35,9 milhões de pessoas foram vacinadas, representando 73%, com a meta de imunizar 80% da população.
Os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Roraima vão continuar a imunização, assim como o Distrito Federal. O Ministério da Saúde pede aos Estados e municípios que se esforcem para atingir a meta. A vacina da gripe tem prazo limitado de utilização de seis a 12 meses.

O Ministério da Saúde informou que apenas cinco Estados atingiram a meta durante a campanha. O Amapá imunizou 89,4% do público-alvo, o Paraná 83,5%, Santa Catarina 82,2%, Espírito Santo 81,8% e Amazonas 81.4%. Segundo dados da Secretaria de Saúde local, o Distrito Federal também atingiu a meta, com 86% de cobertura.

Entre os Estados com os níveis mais baixos de cobertura, segundo os números do Ministério da Saúde, estão Acre (52%), Piauí (57%), Mato Grosso (62%) e Ceará (62%).

Com a campanha, iniciada no dia 4 de maio e prorrogada uma vez, o Ministério da Saúde pretendia vacinar 49,7 milhões de pessoas, equivalente a 80% do público prioritário, formado por grupo com maior risco de desenvolver complicações da doença: crianças de seis meses a cinco anos incompletos, idosos, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes e puérperas (que deram à luz em até 45 dias), presos e funcionários do sistema prisional.

Segundo o Ministério da Saúde, até o momento, o único grupo que já atingiu a meta é o das mulheres que tiveram filhos recentemente: 330 mil (92%).(Terra/AgBr)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.