Mundo

EUA quer prolongar sanções contra funcionários da Venezuela

EUA
Redação
Escrito por Redação

O Senado norte-americano aprovou nesta quinta-feira (28) um projeto de lei (PL) que prolonga até 2019 as sanções de Washington contra funcionários do Governo de Caracas, acusados de envolvimento em violações dos direitos humanos.

O PL, proposto pelo senador e pretendente à nomeação pelo Partido Republicano às presidenciais norte-americanas Marco Rubio, foi aprovado pela Comissão de Relações Exteriores do Senado.

O próximo passo será a votação da proposta em plenário e Rubio disse aos jornalistas que está otimista na rápida entrada em vigor da proposta.

A imprensa dos Estados Unidos afirma que Marco Rubio chegou a um acordo com Washington para estender as sanções a funcionários do Governo venezuelano, a troco de levantar a sua oposição contra a designação de Roberta Jacobson como embaixadora dos Estados Unidos no México.

A confirmação da designação da nova embaixadora estava pendente desde junho de 2015 e conta com o voto favorável maioritário da Comissão de Relações Exteriores do Senado, mas para ser aprovada a nomeação é necessário o voto de todos os senadores.

A 08 de março de 2015, o Presidente Barack Obama ordenou a aplicação de sanções a sete altos responsáveis venezuelanos, atuais e antigos, acusados de violação dos direitos humanos.

Entre os visados está o diretor-geral dos serviços secretos e o diretor da polícia nacional.

As sanções incluem a proibição de entrada nos Estados Unidos e o congelamento de bens.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.