Esportes

Ex-campeão dos galos do Jungle Fight, Mário Israel luta dia 3 de junho no EUA

Mario-Israel-lutador
Redação
Escrito por Redação

Após 16 meses sem uma luta oficial, o amazonense Mário Israel já tem data para voltar aos cages. O ex-campeão dos galos (até 61 Kg) do Jungle Fight treina pesado para no dia 3 de junho enfrentar o americano Juan Archuleta, pela 38ª edição doResurrection Fighting Alliance (RFA), na Califórnia, EUA. A luta terá transmissão dos canais Esporte Interativo.

Durante o último ano mesmo sem ter uma luta marcada, o amazonense revela que não perdeu foco no treinamento e diz estar em uma ótima fase. “Desde de que cheguei na Califórnia já pude participar de aproximadamente dez ‘camps’ de outros atletas, todos muitos duros. Hoje, me vejo mais evoluído, fisicamente e tecnicamente”, disse.

Sobre o perigo que a falta de ritmo poderia ocasionar, Mário Israel acredita que o treinamento realizado ajudará bastante, mas diz que o timing sempre é prejudicado. “Acho que o meu tempo de luta vai estar um pouco desajustado, porque isso o treino sozinho não ajusta. Mas estou pronto e com o cardio preparado para vários rounds”, completou.

Nova fase
Por intermédio do renomado empresário Jorge Guimarães, o Joinha, “Super-Mário” desembarcou na Black House há seis meses. A academia que já acolheu grandes nomes do MMA como Lyoto Machida, Glover Teixeira e os irmãos Nogueira, hoje é a casa do amazonense que mesmo com um grande potencial, trilha a carreira distante do grande eixo do MMA.

Empolgado com os treinamentos na nova casa, o lutador não via a hora de se pôr à prova, mas garante que o tempo “parado” foi fundamental para o amadurecimento da sua carreira. “Sempre quis lutar, mas todo esse tempo treinando na Black House foi crucial para o aprimoramento do meu jogo de solo e da trocação”, afirmou.

Em relação ao futuro, Mário Israel afirma que mantém contato com outros eventos, mas não pode adiantar nenhuma informação por enquanto. Apenas usa dessa oportunidade para alavancar a sua carreira. “Estou me sentindo um lutador completo. Já estou a mais de um ano sem lesão e com a confiança lá no alto. Sinto que em poucas lutas posso despontar de vez”, concluiu.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.