Amazonas

Ex-policial militar foragido da justiça de Goiás preso na BR-174

Foragido da Justiça Adelúbio Rodrigues/Foto: Suzana martins
Foragido da Justiça Adelúbio Rodrigues/Foto: Suzana martins
Redação
Escrito por Redação

Por intermédio da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM),  prendeu o ex-policial militar do Estado de Goiás, Adelúbio Rodrigues, de 48 anos, acusado do homicídio de um fazendeiro, no interior daquele estado.
Adelubio foi preso na comunidade Nova Canaã, localizada no quilômetro 41, na BR 174, zona rural de Manaus. Ele estava foragido da Justiça de Goiás há mais de 20 anos.

Segundo o secretário-executivo-adjunto de Operações Integradas da SSP-AM, Orlando Amaral, a equipe policial chegou até o acusado após informação recebida pelo 181, disque-denúncia da SSP-AM. Adelubio e o irmão dele, um ex-policial civil também de Goiás, identificado como João José dos Reis, fugiram da cidade após cometerem o crime, no ano de 1993. No ano seguinte, chegaram ao Amazonas, e passaram a residir no município de Lábrea ( a 702 km de Manaus em linha reta).

“Ele nos informou que o irmão dele, que também era policial à época, mas policial civil, o chamou para cobrar uma dívida desse fazendeiro. Houve um desentendimento entre os dois e nesse momento o irmão dele efetuou os disparos contra a vítima. Depois do crime, fugiram e abandonaram os cargos”, explicou.

Ainda de acordo com Amaral, além de Adelúbio que foi preso, o irmão continua com mandado de prisão em aberto, expedido pela Justiça de Goiás, pelo crime de homicídio qualificado mediante promessa de pagamento.

Segundo a investigação, ele também aderiu ao nome falso, passando a se apresentar como José Renato Moraes. “O preso nos informou que, quando os dois chegaram ao Amazonas começaram a usar outros nomes para despistar a polícia e conseguirem seguir a vida deles normalmente. Nós continuaremos às buscas para encontrar o ex-policial civil, que seria o principal mentor do crime. Temos informações que ele continua no Estado”, revelou.

Adelúbio será encaminhado à Delegacia Especializada em Capturas e Polinter da Polícia Civil do Amazonas, que irá comunicar a prisão à Justiça de Goiás e dar seguimento aos procedimentos cabíveis.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.