Amazonas Política

Ex-prefeito de Apuí-Am tenta concorrer às eleições com liminar

Ex-prefeito quer retorna à Prefeitura de Apuí/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação
Ex-prefeito quer retorna à Prefeitura de Apuí/Foto: Arquivo

                            Ex-prefeito quer retorna à Prefeitura de Apuí/Foto: Arquivo

Em Apuí/AM, cidade localizada ao Sul do estado do Amazonas, a 408 quilômetros da Capital, teve quatro nomes colocados à disposição dos eleitores, para prefeito nas eleições de 2016, sendo eles: Adimilson Nogueira (PROS), Alexandre Ferreira (PSOL),  Antonio Roque Longo(DEM) e Armando Soares (PPS).
Porém, o Candidato Antônio Roque Longo, teve seu registro de candidatura indeferido pelo Juiz da 67ª. Zona Eleitoral, Dr. Carlos Henrique Jardim da Silva, sob o fundamento de estar inelegível, em razão de ter tido suas contas reprovadas, no exercício de 2007, quando era gestor do Município de Apuí/AM. As contas, referente ao exercício de 2007, foram julgadas irregulares pela Câmara Municipal de Apuí/AM, no ano de 2011, sob a Presidência, do então Vereador Marcos Antonio Lise, acompanhando o parecer do TCE – Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, que recomendou a sua reprovação.

O Ex-Prefeito Antonio Roque Longo, tenta concorrer ao pleito, por força de uma medida liminar concedida em segunda instância contra a decisão da Câmara Municipal de Apuí/AM.

Ao concorrer com liminar,  tendo o seu registro sub judice, a candidatura do Ex- Prefeito, representa grande risco para o próprio candidato, considerando que tal assunto tem tido discussões atuais, no sentido de que todos os candidatos que tiveram suas contas reprovadas pelo Poder Legislativo estão inelegíveis.

Candidatos que concorrem com liminar e sub judice, tem trazido aos municípios grandes transtornos e prejuízos administrativos, tais como substituições de administradores, impedindo assim o bom andamento e o desenvolvimento da cidade.   Situações vividas por: Santa Isabel do Rio Negro-AM, Coari-AM entre outras.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.