Amazonas Política

Ex-prefeito de Apui é condenado a devolver R$ 3,9 milhões aos cofres públicos

Sessão do Pleno do TCE-Am, realizada ontem(21)/Foto: Socorro Lins
Redação
Escrito por Redação

O ex-prefeito do município de Apuí, Antônio Marcos Maciel Fernandes, foi condenado a devolver R$ 3,9 milhões aos cofres públicos. A decisão do colegiado, pela não aprovação das contas referente ao exercício de 2012, foi baseada nas irregularidades encontradas na prestação de contas do ex-prefeito.
m, Condeo de combustível; e a não identificação da aplicação dos recursos públicos informada pelo gestor em dois processos de indenização/expropriação contidos no escopo de auditoria, totalizando o valor de R$ 1.043.282,24. Por conta das irregularidades encontradas, o gestor terá de devolver aos cofres mais de R$ 1 milhão. O prazo para a devolução é de 30 dias.

Ainda foi julgada irregular a prestação de contas da Câmara Municipal de Tonantins, referente ao exercício de 2014, tendo como responsável o vereador Radson Alves de Souza. Foi aplicada multa de R$ 8,7 mil pelas impropriedades encontradas, entre elas a inexistência do controle interno, conforme determinam os artigos 31 e 74 da Constituição Federal e da Constituição Estadual, acarretando riscos operacionais e descontrole das contas públicas; e pela desatualização das fichas funcionais e financeiras quanto ao registro de férias, licenças, dependentes, faltas, e reajuste salarial.

Regulares com ressalvas

Foram julgadas regulares com ressalvas as prestações de contas do prefeito de Itacoatiara, exercício de 2013, Mamoud Amed Filho, e foi aplicada multa de R$ 13 mil; da presidente da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), exercício de 2013, Oreni Campelo Braga da Silva, e foi aplicada multa de R$ 2 mil; e o exercício de 2014 do secretário de Estado de Políticas Públicas aos Movimentos Sociais e Populares (Searp), José Raimundo de Sousa Farias, com aplicação de R$ 2 mil em multa.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.