Amazonas Formal & Informal

Exonerações no governo Melo devem ser anunciadas nessa segunda feira (20)

Redação
Escrito por Redação

A próxima semana pode começar com o anúncio de duas novas exonerações no secretariado do governador José Melo. Estariam encabeçando a lista a secretária de Estado de Infraestrutura Valdívia Alencar da (Seinf) e o superintendente da Habitação do Amazonas (Suhab), Sidney Robertson Oliveira de Paula.

 

Conforme o site apurou, ou eles entregam o pedido de demissão ou o governador os exoneram, pura e simplesmente. De acordo com as mesmas fontes, Valdivia e Sidney faziam parte do legado político do adversário do governador nas eleições estaduais de 2014.

 

Mas nãoé esse o fator determinante para a exoneração dos mesmos. Valdívia estaria aproveitando o cargo e os projetos da Secretaria para imprimir forte promoção pessoal nas redes sociais e na sua página pessoal, no facebook, mesmo não conseguindo desempenhar as ações determinadas pelo governo, como deveria.

 

Também ainda existe um parecer técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que aponta “violação grave” e “rombo gigantesco” na prestação de contas da secretária, referente ao exercício de 2009.

 

Sobre os ombros do superintendente da Suhab pesam denúncias de vendas de casas, mas ainda sem provas, uso da máquina em benefício próprio e a forte ligação com o senador Eduardo Braga, que se posicionou como inimigo político do governador José Melo. Além de ainda perdurar o pedido de bloqueio dos bens do superintendente da Suhab e do consultor que recebeu R$ 4,5 milhões das contas do Governo Estadual em acordo extrajudicial considerado irregular em 2013.

 

Outro que anda na corda bamba, há tempos, é o secretário de Educação, Rossieli Soares da Silva. Mais ainda, depois das suas declarações contraditórias a respeito do projeto de educação implantado pela Polícia militar do Amazonas, com êxito, em comunidade de Manaus com alto índice de violência e evasão escolar. O projeto foi elogiado em todo o Brasil, mas o secretário disse que não colocaria o filho dele para estudar em uma unidade como essa.

 

No MP

No meio da semana que passou, o procurador do Estado, Francisco Cruz havia entregado o seu pedido de exoneração da Secretaria Extraordinária de Relações Institucionais do Governo do Amazonas, alegando que precisava “ajudar” na organização do Ministério Público do Amazonas, antes da sua aposentadoria.

 

No entanto, é sabido que Francisco Cruz é forte candidato ao cargo de Procurador Chefe nas eleições internas que acontecerá em 2016.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.