Amazonas Política

Falta de recursos é o principal problema da mobilidade urbana, diz Josué Neto

Deputado Josué Neto(PSD), em coletiva de imprensa/Foto: Divulgação
Deputado Josué Neto(PSD), em coletiva de imprensa/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Transporte coletivo e mobilidade urbana, em Manaus, foram os temas de um pronunciamento do deputado Josué Neto (PSD), na manhã de hoje, terça-feira (31), que defendeu como solução para essas questões um projeto de longo prazo e que receba recursos financeiros de entidades estrangeiras.

Ele destacou que a mobilidade urbana é o principal problema enfrentado pela administração do prefeito de Manaus, nos últimos três anos e cinco meses, justamente, porque faltam recursos do governo federal para bancar os investimentos necessários às obras de melhoria na infraestrutura e na mobilidade.

O deputado Josué Neto definiu como “extremamente competente” a gestão municipal, porém “a falta de recursos prejudicou projetos que teriam dado outra feição a Manaus”.

Analisando a questão da mobilidade urbana, o deputado disse que o sistema de transporte, em Manaus, está atrasado, há pelo menos 60 anos, quando outras cidades do país como Rio e São Paulo, já dispunham dos primeiros trechos de seus metrôs. “Desde lá aconteceram muitos avanços nas cidades, mas em Manaus não foram pensadas alternativas de transporte público. Por isso não se pode criticar a administração municipal, por não ter ainda resolvido o cenário difícil”, destacou.

Segundo Josué Neto, a cidade de Manaus necessita da abertura de novas vias para melhorar a mobilidade urbana, mas a administração municipal só vai conseguir realizar isso num cenário positivo, e não de crise. Mesmo assim, considerou ele, não é uma obra para um só mandatário e por isso as pessoas que criticam precisam antes refletir e considerar que a realidade não pode ser creditada somente a um prefeito. Por isso, recomendou cautela aos críticos, afirmando que “o prefeito não tem varinha de condão, pois ele não é mágico.”

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.