Cidades

Famílias afetadas pelo incêndio no Petrópolis se dizem abandonadas

Famílias socorridas pelos bombeiros na ocasião do incêndio/Foto: CB
Redação
Escrito por Redação

A Cáritas Arquidiocesana e representantes da Paróquia da Igreja Católica do bairro Petrópolis, na zona sul de Manaus, denunciaram à Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM), que as famílias afetadas pelo incêndio ocorrido no último dia 3 de outubro, no beco do Dilúvio, no bairro, não receberam qualquer auxílio para moradia.
A DPE-AM, através das Defensorias Especializadas de Atendimento de Interesses Coletivos e de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, discutirá uma solução para as famílias, em reunião que acontece hoje, quinta-feira (13), às 10h30, no núcleo de Coletivos, localizado na rua 24 de Maio, 321, Centro, zona sul de Manaus, com a presença de representantes da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), convidados para a reunião.

Famílias socorridas pelos bombeiros na ocasião do incêndio/Foto: CB

Famílias socorridas pelos bombeiros na ocasião do incêndio/Foto: CB

De acordo com o titular da Defensoria Especializada de Atendimento de Interesses Coletivos, Carlos Alberto Almeida Filho, entre as medidas a serem discutidas está o pagamento de aluguel social. Segundo o defensor público há famílias que também já foram identificadas pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) e que, por isso, devem estar incluídas na programação de indenizações do Estado.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.