Entretenimento

Faustão xinga, ataca gestão Temer e critica reforma na educação

O apresentador fez os comentários enquanto falava sobre os Jogos Olímpicos /Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
O apresentador fez os comentários enquanto falava sobre os Jogos Olímpicos /Foto: Divulgação

O apresentador fez os comentários enquanto falava sobre os Jogos Olímpicos /Foto: Divulgação

O apresentador Fausto Silva, o Faustão, criticou neste domingo (25) durante seu programa ao vivo na TV Globo o projeto de reforma do ensino médio anunciado pelo governo Michel Temer (PMDB) na semana passada.

“A educação física os caras iam tirar. Essa porra desse governo nem começou, não sabe se comunicar e já faz a reforma sem consultar ninguém”, disse Faustão.O apresentador fez os comentários enquanto falava sobre os Jogos Olímpicos com o ginasta Diego Hypólito, que estava estúdio.

“Então, o país que mais precisa de educação faz uma reforma com cinco gatos pingados que não entende porra nenhuma, que não consulta ninguém e aí, de repente, tira a educação física, que é fundamental na formação do cidadão”, disse. “Aí, quando você percebe, um país como esse, que tem uma saúde de quinta [categoria], não tem segurança, não tem emprego, não tem respeito a profissões básicas. O país que não respeita professor, pessoal da polícia e pessoal da área de saúde e um país que não oferece o mínimo ao seu cidadãos.”

Um possível fim da obrigatoriedade das disciplinas de educação física e artes no ensino médio tornou-se uma grande polêmica após o anúncio do governo. Na quinta-feira (22), ao apresentar o plano de reformulação dessa etapa de ensino, o Ministério da Educação distribuiu texto do que seria a medida provisória encaminhada ao Congresso. Segundo esse documento, as duas disciplinas somente seriam obrigatórias a partir de agora nos ensinos infantil e fundamental.

Após a repercussão ruim, o governo recuou e, no texto da medida provisória publicada em edição extra do “Diário Oficial da União” na sexta (23), a regra passaria a valer a partir do segundo ano letivo posterior à aprovação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

O Ministério da Educação não quis se pronunciar sobre o desabafo de Faustão. Desde a semana passada o governo tem insistido que não há previsão de exclusão de disciplinas, e que todos os conhecimentos estarão previstos na Base Nacional.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

1 comentário

  • E quem é esse BOSTA, para falando de educação? Já foi ou é professor, educator, atuante na área de educação? Não. Me Parece atè um autentico des educator em seu programa dominical .

error: Ops! não foi dessa vez.