Amazonas Cidades Destaques

ARSAM intensifica fiscalização dos transportes rodoviários(Atualizada)

Fiscalização rigorosa da Arsam, durante o Feriadão/Foto: Assessoria
Fiscalização rigorosa da Arsam, durante o Feriadão/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

Para garantir a segurança e a qualidade dos serviços de transporte rodoviário intermunicipal coletivo de passageiros, a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos (Arsam), irá intensificar, a partir de hoje, (26), feriado de Corpus Christi, a fiscalização de veículos, nas saídas de capital e de alguns municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM), estimando que mais de 20 mil passageiros utilizarão o sistema regular de transporte via ônibus, vans ou veículos fretados.
A Arsam atuará em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Batalhão da Polícia de Trânsito – BPTRAN, Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal, em oito vias de acesso aos principais municípios da RMM.

Os ônibus regulares serão fiscalizados na Rodoviária Huascar Angelim, e passarão por nova abordagem na Ponte Rio Negro e barreira. Os veículos fretados como táxis, vans e microonibus serão abordados em pontos estratégicos de fiscalização.

Mais de trinta fiscais atuarão na capital e nas rodoviárias dos municípios de Manacapuru, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Careiro (respectivamente a 70,73; 130; 80,1 e 19,5 quilômetros de Manaus). Em pontos estratégicos das rodovias de maior fluxo, como a AM-010 (Manaus – Manacapuru) e BR-174 (Manaus – Boa Vista), serão realizadas operações volantes.

As empresas Emtram, Aruanã, Expresso Transamazônica, Master e Eucatur disponibilizarão mais de oitenta horários de partida de Manaus, a partir de 5h30min até 23h. Caso haja aumento superior ao previsto, essas empresas deverão disponibilizar ônibus extras.

Direitos dos usuários – O cumprimento de horários de chegada e partida, a lotação adequada, a garantia de veículos extras, e o direito à gratuidade ou meia passagem aos idosos, menores acompanhados de responsáveis, policiais ou agentes militares a serviço, estudantes fardados durante o período letivo, pessoas portadoras de deficiência e aposentados por invalidez, devem ser garantidos. Para isso, o passageiro deverá comprovar renda igual ou inferior a dois salários mínimos ou qualquer documento relacionado, e fazer uma reserva, com no mínimo três horas de antecedência da partida junto ao guichê da empresa escolhida.

Se ocupados os dois lugares obrigatórios, a tarifa a ser cobrada deverá corresponder a 50% do valor da passagem. Os passageiros devem ser transportados com pontualidade, higiene e conforto, do início ao término da viagem, e devem, ainda, levar ao conhecimento da Arsam quaisquer irregularidades que possam presenciar durante a prestação do serviço.

No bilhete, deve constar a linha para a cidade de destino, a data e os horários de saída e chegada, que devem ser rigorosamente cumpridos.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.