Amazonas

Flamengo vence de virada a Ponte Preta e Timão derrota Sport(Atualizada)

Lateral Jorge desencanta e faz gol da vitória/Foto: Reprodução
Redação
Escrito por Redação

A Ponte começou bem a partida e abriu o placar com Wellington Paulista. No entanto, o Flamengo virou ainda na etapa inicial, com gols de Felipe Azevedo, contra, e Jorge. No segundo tempo, os rubro-negros ficaram com um homem a menos após a expulsão de Fernandinho, mas os visitantes souberam conter a pressão dos paulistas para saírem de campo com a vitória.
Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o Vitória, na quinta-feira, em Volta Redonda. No mesmo dia, a Macaca vai até Belo Horizonte para enfrentar o América-MG.

O jogo – A Ponte Preta começou melhor a partida e buscou pressionar o Flamengo desde os primeiros minutos. A primeira boa chance aconteceu somente aos dez minutos. Após cobrança de lateral na área, Roger dominou e acertou o travessão de Alex Muralha. No entanto, no minuto seguinte, os donos da casa abriram o placar no Moisés Lucarelli. Wellington Paulista aproveitou cruzamento e cabeceou sem chance para o goleiro rubro-negro.

Somente após o revés, o Flamengo passou a buscar o ataque com mais intensidade. Os rubro-negros não demoraram para chegar a igualdade. Aos 20 minutos, Alan Patrick cobrou falta na área, Felipe Azevedo resvalou de cabeça e acabou colocando a bola para a própria rede.

Depois disso, o jogo ficou aberto, com as duas equipes mais voltadas ao ataque. A Ponte quase marcou o segundo aos 26 minutos. Após falta cobrada na área, Kadu cabeceou e acertou a rede pelo lado de fora. A resposta do Flamengo veio aos 33, em chute de longe de Alan Patrick, que obrigou João Carlos a fazer boa defesa.

Na parte final, o panorama da partida não mudou. A diferença foi que o Fla aproveitou a única chance da equipe, aos 42 minutos, para virar o placar. Após escanteio, João Carlos espalmou para a frente da área, mas viu Jorge acertar belo chute de primeira na rede para deixar os rubro-negros com vantagem no intervalo.

No segundo tempo, a Ponte Preta veio com a intenção de empatar logo. Com um minuto, Jeferson cruzou, mas quase acertou o gol de Alex Muralha. Os paulistas pressionavam e voltaram a chegar com perigo aos 13 minutos. Após cruzamento, Felipe Azevedo finalizou sozinho, mas a bola passou próximo da trave. Para aumentar a pressão sobre o Flamengo, o atacante Fernandinho foi expulso aos 17 minutos, após receber o segundo cartão amarelo.

Quando parecia que os donos da casa iriam aumentar a pressão sobre os cariocas, o que se viu foi uma melhora na marcação rubro-negra e uma queda da Ponte Preta. Com isso, o Flamengo conseguiu impedir as investidas dos campineiros e pouco sofreram em campo.

Nos minutos finais, o panorama da partida seguiu o mesmo, com a Macaca tendo mais posse de bola, mas abusando dos erros no ataque. O Flamengo se fechou e só sofreu em um lance, já nos acréscimos, de Felipe Azevedo, que parou em boa defesa de Alex Muralha. No entanto, os rubro-negros conseguiram manter o resultado até o fim.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 1 X 2 FLAMENGO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Data: 29 de maio de 2016, domingo

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Renda: R$ 196.580,00

Público: 7.106 pagantes

GOLS

PONTE PRETA: Wellington Paulista, aos 11min do primeiro tempo

FLAMENGO: Felipe Azevedo (contra), aos 20min do primeiro tempo; Jorge, aos 42min do primeiro tempo

PONTE PRETA: João Carlos, Jeferson, Kadu, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus (Thiago Galhardo) e Ravanelli (Cristian); Felipe Azevedo, Roger e Wellington Paulista (Pottker)
Técnico: Eduardo Baptista

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Léo Duarte, César Martins e Jorge; William Arão, Márcio Araújo e Alan Patrick (Cuéllar); Fernandinho, Marcelo Cirino (Ederson) e Felipe Vizeu (Gabriel)
Técnico: Zé Ricardo (interino)

Sonolento, Corinthians bate Sport na Ilha

Após um primeiro tempo apático, o Alvinegro voltou para o segundo tempo com mudanças no posicionamento que deram resultado. Lucca, que entrou no lugar de Luciano, abriu o marcador aos 24 minutos. Aos 31, foi a vez de Marquinhos Gabriel aproveitar grande lançamento de Guilherme, destaque da equipe na partida, e acertar o ângulo do goleiro Magrão, marcando um belo gol.

Com o resultado, o Corinthians vai aos sete pontos no Brasileirão e segue entre os primeiros colocados. Já o Sport chega à terceira derrota em quatro rodadas e assume de vez a lanterna da competição, com apenas um ponto ganho. O time pernambucano não vence há oito partidas e se afunda ainda mais na crise.

O Timão volta a campo na quarta-feira, às 21h00 (de Brasília), para o seu primeiro clássico no Brasileirão, contra o Santos, em Itaquera. No mesmo dia e horário, o Leão também enfrenta clássico local diante do embalado Santa Cruz no Arruda.

Corinthians comemora vitória/Foto: Futura Press

Corinthians comemora vitória/Foto: Futura Press

Início sonolento e cheio de erros

Sport e Corinthians corresponderam o horário matinal da partida e começaram de maneira sonolenta. Os primeiros minutos de partida mostraram duas equipes sem criatividade e abusando de passes e lançamentos errados.

O primeiro suspiro de emoção do jogo veio aos oito minutos. Após uma saída de jogo rápida do Sport, Samuel Xavier recebeu na direita e cruzou rasteiro para Edmilson, que bateu de primeira e acertou o travessão de Walter.

No Corinthians, Tite havia repetido a escalação que venceu bem a Ponte Preta, na semana passada, em Itaquera. O meio-campo, porém, demorou a funcionar, e a equipe alvinegra não conseguia criar. O primeiro chute a gol do Timão veio aos 12 minutos, com Bruno Henrique, jogando mais adiantado, arriscando de fora e levando perigo a Magrão, que viu a bola sair à sua esquerda.

 FICHA TÉCNICA

SPORT 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Ilha do Retiro, no Recife (PE)

Data: 29 de maio de 2016, domingo

Horário: 11h (de Brasília)

Árbitro: Wagner Reway (MT)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT)

Público: 16.331 torcedores

Renda: R$ 257.225,00

Cartões Amarelos: Rithely e Renê (Sport); Guilherme (Corinthians)

GOLS: Lucca, aos 24, e Marquinhos Gabriel, aos 33 minutos do segundo tempo

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Rodney Wallace); Rithely, Serginho, Everton Felipe, Diego Souza e Gabriel Xavier (Túlio de Melo); Edmilson

Técnico: Oswaldo de Oliveira

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Guilherme, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto (Marlone); Luciano (Lucca)

Técnico: Tite
(Terra/Gazeta)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.