Saúde

FMT reúne especialistas em curso de atualização sobre carcinoma hepatocelular

Redação
Escrito por Redação

A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), sediou nesta quinta-feira (13), o evento “Preceptor CHC Itinerante”, que reuniu especialistas em Hepatologia e Infectologia para um simpósio sobre o carcinoma hepatocelular (CHC), um câncer primário de fígado, frequentemente associado aos casos crônicos de Hepatites Virais, doenças que tem incidência importante no Amazonas. A diretora-presidente da FMT, Graça Alecrim, explicou que o evento teve a finalidade de promover a atualização dos profissionais médicos, da capital e do interior do Estado. “A FMT, junto com a Fundação Cecon e a Fundação Hospital Adriano Jorge, atuam como referência da rede estadual de saúde para o diagnóstico e tratamento das Hepatites Virais crônicas e suas complicações, como é o caso do carcinoma hepatocelular. É importante que nossos especialistas tenham a oportunidade de manterem-se atualizados sobre o tema”, disse Graça Alecrim.

 
A atividade na FMT foi realizada como parte do projeto Hepatologia do Milênio, programa de educação médica continuada, idealizado e coordenado pelo chefe do Serviço de Gastro-Hepatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Raymundo Paraná. Todos os anos, após o simpósio internacional promovido pelo projeto, em Salvador, eventos complementares são organizados em outras partes do País. A Fundação de Medicina Tropical tem sediado alguns desses eventos, como foi o caso do ano passado, quando recebeu o Encontro Amazônico sobre Hepatites Virais.

De acordo com o diretor de Assistência Médica da FMT, as hepatites virais são a terceira causa de atendimentos realizados no hospital, ficando atrás apenas dos casos de HIV/Aids e Malária. “Realmente as Hepatites Virais continuam a ter uma importância epidemiológica expressiva na nossa região e isso exige que estejamos sempre atualizados e trocando informações com outros especialistas sobre os protocolos de diagnóstico, de abordagem clínica e de tratamentos adequados para cada caso”, disse o diretor.

O cirurgião amazonense Sidney Chalub, da Fundação Cecon, fez a palestra de abertura do Preceptor CHC Itinerante, nesta quinta-feira. Ele destacou que o carcinoma hepatocelular ocupa o quinto lugar no ranking mundial das neoplasias mais comuns e tem uma alta taxa de mortalidade. Dados reunidos por ele, num único ambulatório de atendimento da Fundação Cecon, apontaram entre os novos casos de câncer de fígado diagnosticados por mês, 56% são de carcinoma hepatocelular. “Entre 80% e 90% dos casos, o tumor instala-se sobre um fígado previamente comprometido por outras afecções, em especial as cirroses pelos vírus B e C”, destacou o especialista, em estudo publicado sobre o tema.

A hepatologista Vivianne Barreto de Mello, da UFBA, e uma das coordenadoras da programação do Preceptor CHC Itinerante, disse que o evento é importante para consolidar conhecimentos, dirimir dúvidas e abrir canais para troca de experiências entre as instituições. No encerramento do evento, os especialistas reunidos no auditório da FMT para o dia intensivo de palestras, puderam participar de uma oficina sobre o uso do Sorafenib (medicamento indicado para o tratamento do CHC), quimioembolização e cirurgia.

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.