Amazonas Política

Força Tarefa vai atuar no ´Combate às Queimadas´, em Manaus

Força Tarefa vai combater as queimadas, em Manaus/Foto: Rede Tiradentes
Força Tarefa vai combater as queimadas, em Manaus/Foto: Rede Tiradentes
Redação
Escrito por Redação

Uma força-tarefa de órgãos municipais vai atuar na “Campanha de Combate às Queimadas 2016”, desenvolvendo estratégias que foram apresentadas, ontem (01), em reunião na sede da Prefeitura de Manaus, na zona Oeste, com foco na distribuição de material informativo e orientações quanto aos malefícios causados pela fumaça, ao meio ambiente e à saúde humana.
No ano passado, Manaus ocupou as últimas posições no ranking de ocorrências de focos de queimadas, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe). Entretanto, a cidade sofreu com os efeitos da fumaça gerada pelas queimadas registradas no interior do Estado, sobretudo no Sul do Amazonas e Região Metropolitana, além da influência do fenômeno El Niño.

As ações serão desenvolvidas de maneira integrada pelas secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), (Semmas), Educação (Semed), Saúde (Semsa), Limpeza Pública (Semulsp), da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), além da Ouvidoria Pública Municipal, Defesa Civil do Município e Subsecretaria Municipal de Abastecimento, Feiras e Mercados (Subsempab).

“A ideia é formar multiplicadores no combate às queimadas e ganharmos aliados nessa luta. Podermos contar, por exemplo, com os agentes de endemias, conselheiros tutelares, professores e gestores de escolas, fiscais de pontos de lixeiras viciadas, educadores ambientais, administradores de feiras e mercados municipais, enfim, contar com uma rede maior de parceiros onde for necessário”, afirmou o secretário da Semmas, Itamar de Oliveira Mar.

Um calendário para a realização das formações já foi elaborado e, paralelamente, a Semmas realiza palestras em comunidades de todas as zonas, além do trabalho de parceria com o Ibama, voltado para apenados, e o Batalhão de Policiamento Ambiental. Por meio do projeto “Somos Todos Educadores”, em parceria com a Semed, recentemente, a Semmas realizou um trabalho de sensibilização sobre as queimadas urbanas em sete escolas-polo da zona Leste, atingindo um universo de aproximadamente dois mil alunos.

O grupo de ações de combate às queimadas do município, por sua vez, se integrará às iniciativas já em curso do Governo do Estado e do Comitê de Prevenção e Monitoramento das Queimadas no Estado do Amazonas, coordenado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Formação de novos agentes

Além do trabalho de atendimento a denúncias feito de forma compartilhada por uma equipe de fiscais e técnicos de Educação Ambiental da Semmas, a “Campanha de Combate às Queimadas 2016” espera atingir um número maior de pessoas a partir da capilaridade que a formação de multiplicadores permitirá.

As ações de formação terão início já nesta primeira quinzena de julho. A Semmas ficará responsável pelo repasse de material informativo impresso para distribuição e a realização de reuniões de capacitação com os diferentes grupos que comporão essa rede municipal de combate às queimadas.

Redução de queimadas

A previsão é de ocorrência do fenômeno La Niña, caracterizado pelo estriamento anormal das águas do Pacífico Tropical. Portanto, a expectativa é de que entre setembro e outubro ocorram pancadas de chuvas e ventos causados pelo fenômeno, o que reduz a incidência de queimadas. O quadro de monitoramento de queimadas e incêndios do Inpe já aponta este ano a ocorrência de focos de fumaça oriunda de queimadas no município de Manacapuru, na Região Metropolitana.

“Queremos mostrar que a prática das queimadas precisa acabar. Todo mundo perde com os focos de calor, seja o Estado com o custo da grande mobilização de pessoas, equipamento e veículos, e principalmente a sociedade que é impactada na saúde, economia, transporte e educação. A prevenção é o foco, mas deixamos claro que os órgãos de fiscalização ambiental vão apertar o cerco contra crimes ambientais fiscalizando e aplicando as punições devidas”, destacou o titular da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Antonio Stroski.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.