Brasil Política

França pede reforço de segurança para suas representações no Brasil

Governo francês pede reforço de segurança no Brasil/Foto: AgBr
Redação
Escrito por Redação
Governo francês pede reforço de segurança no Brasil/Foto: AgBr

                            Governo francês pede reforço de segurança no Brasil/Foto: AgBr

O ministério das Relações Exteriores, confirmou ter recebido um pedido do governo da França, para reforçar a segurança em representações do país no Brasil, que inclui embaixada, consulados, escolas francesas e alianças francesas. De acordo com a assessoria do ministério, o pedido foi encaminhado às secretarias de segurança pública de estados que têm uma ou mais representações francesas.
Além do Distrito Federal, o Itamaraty encaminhou o pedido para os estados do Amazonas, Pará, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Segundo o Itamaraty, o governo francês não deu justificativas para o pedido. O país, no entanto, vem passando por episódios de ataques contra civis em locais com um grande número de pessoas. Em 14 de julho, um caminhão avançou contra dezenas de pessoas durante as comemorações da Queda da Bastilha, na cidade de Nice. Dias depois, o grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do atentado.

Em novembro de 2015, Paris viveu uma noite de terror, com uma série de ataques em sete pontos da cidade, que mataram 128 pessoas e deixaram cerca de 300 feridos. Um desses ataques ocorreu na casa de shows Bataclan, outro nas imediações do Estádio da França, onde as seleções francesa e alemã disputavam um amistoso.

Jogos Olímpicos

A poucas semanas do início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o assunto terrorismo ganha espaço nos noticiários. Na semana passada, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que a França é uma das delegações classificadas como de alto risco. Isso significa, por exemplo, que o alojamento dos atletas será instalado em locais de menor circulação e de maior controle. “Obviamente, há segurança reforçada, redobrada e compatível com o nível de risco que a gente atribui”, disse Jungmann.

Na última terça-feira (19), a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) disse, em nota, que está apurando as ameaças relacionadas à segurança dos jogos. “Todas as ameaças relacionadas aos Jogos Rio 2016 estão sendo minuciosamente apuradas, em particular as relacionadas ao terrorismo”. Segundo a Abin, “as ameaças são tratadas, de forma integrada, pelas unidades especializadas de enfrentamento ao terrorismo dos três eixos responsáveis pela Segurança dos Jogos Rio 2016 – Inteligência, Segurança Pública e Defesa”.(Agência Brasil)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.