Amazônia Roraima

Funai abre concurso com vagas para Roraima

funai-RR
Redação
Escrito por Redação

A Fundação Nacional do Índio (Funai) publicou hoje (22) o edital de abertura do concurso que irá preencher 220 vagas de nível superior. As oportunidades são para indigenista especializado (202), que exige nível superior em qualquer área, além de vaga para engenheiro (7), engenheiro agrônomo (5) e contador (6). Há chances reservadas para pessoas com deficiência e negros.

Apesar de o edital não especificar quantas vagas estão sendo oferecidas por estado, há informação de que haverá lotação para Roraima, assim como para os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia.

Os futuros servidores terão remunerações que variam de R$5.803,02 (contadores e indigenistas) a R$6.788,31 (engenheiros). Nos valores, já estão incluídos os R$458 referentes ao auxílio-alimentação. Os contratados terão a estabilidade garantida, já que o regime é o estatutário. O concurso terá validade de um ano, podendo ser prorrogada por igual período.

INSCRIÇÃO

As inscrições serão abertas no dia 2 de maio, as 10 horas, e se encerrarão no dia 16 de maio. Para se candidatar, é necessário acessar o site da Esaf, organizadora, e preencher o formulário.

As taxas são de R$120 para as funções de engenheiro e de R$100 para as demais e deverão ser pagas por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) gerado no momento da inscrição. O pagamento poderá ser feito até o dia 6 de junho.

Candidatos inscritos no CadÚnico do Governo Federal que forem membros de família de baixa renda poderão solicitar a isenção do pagamento, durante todo o período de inscrições, também por meio do site da banca. O resultado dos pedidos sairá até o dia 24 de maio.

PROVAS

Os participantes serão testados em provas objetivas, marcadas para o dia 7 de agosto. A etapa será realizada em dois turnos, em todas as capitais e alguns municípios como Tabatinga (AM), Dourados (MS), Sinop (MT), Ji-Paraná (RO) e Altamira (PA).

Os exames terão questões de Conhecimentos Gerais (Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Quantitativo, Direito Constitucional e Administrativo, Legislação Indigenista, Informática Básica e Administração Pública) e Conhecimentos Específicos ao cargo. Os aprovados ainda passarão por avaliação discursiva.

(Folha BV)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.